Resenha - O Céu é logo ali, de Lilian Farias


Livro: O céu é logo ali 
Autora: Lilian Farias
Ano: 2011 
Páginas: 126


"Quem interrompe o processo de metamorfose, deixa uma borboleta sem asas". 


O livro, O Céu é Logo Ali da Lilian Freitas não é um livro que agradará a todos. É um livro diferente, intercala duas histórias, mas que se mesclam no final. Alguns trechos são bem reflexivos, e traz assuntos de nosso cotidiano como perda, o que há depois da perda, perdemos apenas pessoas ou também perdemos quando não colocamos sentimentos nas coisas? também nos perdemos de nós mesmos e muitas vezes deixamos o sonho escapar por medo. Um livro profundo e de leitura leve. Um tanto poético, um tanto questionador, mexe com nossa zona de conforto. Livre - como um bater de asas de borboleta.

"Quem criou as gaiolas vendeu a própria alma, quem se submete a uma gaiola não possui alma."



Sinopse:
O céu é logo ali representa a liberdade que são as borboletas e nos pássaros. Dolores e Clarice são mulheres que buscam tal liberdade. Dolores é uma mulher de muitas experiências; de vida simples e sem amigos. O único amigo que possui é esquizofrênico e a trata com muito carinho. Clarice é cheia de mimos e sempre teve de tudo, mas o que as liga são suas tribulações de sentimentos e busca por liberdade. Dolores fica encantada com o mais simples dos gestos, um pingo de chuva sobre a pele faz dela a pessoa mais feliz e livre do mundo. Já Clarice tem a vida dos sonhos, porém o destino pode destruí-lo com rapidez. O livro da Lilian é profundo e tocante. Ele nos mostra que devemos aproveitar o momento porque tudo pode acabar em um piscar de olhos. (Fernanda Bezerra)


:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário