Resenha - Tudo e Todas as Coisas, de Nicola Yoon


Livro: Tudo e Todas as Coisas / Autora: Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito / Gênero: Drama / Romance / Literatura Estrangeira
Páginas: 304 / Ano: 2016

"Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."

Hoje vou trazer para vocês a resenha do livro Tudo e Todas as Coisas, da Editora Novo Conceito. Terminei ontem - li em praticamente dois dias! não conseguia parar de ler, queria saber logo o final e o final me deixou assim: WHAT? tipo, de boca a berta. Me surpreendeu muito mesmo! Adoro quando o final surpreende.



"O meu aniversário é o dia do ano em que mais damos conta da minha doença. É a noção da passagem do tempo que faz com que nos sintamos assim. Outro ano inteirinho de doença, sem nenhuma esperança de cura no horizonte. Outro ano sentindo falta de todas as coisas que são normais na vida de qualquer adolescente [...] Outro ano em que a minha mãe não faz nada além de trabalhar e cuidar de mim". 

Sobre o livro: Imagine você, viver por 18 anos dentro de sua casa (extremamente limpa, tem até um tubo de ar que faz uma limpeza diária do ar que circula dentro da casa), sem contato humano, sem contato com nada, sem contato a não ser com sua mãe e uma enfermeira porque você tem uma alergia extremamente rara ao mundo. Este é o caso de Madeline Witthier. Ela está presa para sempre a esta condição. Ela não pode explorar o mundo, ela não pode conhecer o mar, ela só conhece o que a internet mostra, a TV mostra, os livros mostra, mas as sensações, estas ela nunca vai conhecer. Mas Madeline lida bem com sua situação. Está resignada e vive bem assim. Mas de repente surge um vizinho. E estar presa em uma casa para sempre sem fazer nada, um novo vizinho é uma distração e tanto. Num belo dia, o vizinho se comunica com Madeline (ele vê que Madeline o observa todos os dias de sua janela), deixando uma mensagem justamente de sua janela com seu endereço de e-mail, para que possam se comunicar. A partir deste momento, à partir do momento que Madeline passa a conhecer melhor o Olly, sua vida ali, naquele quarto já não basta. Madeline quer mais. Madeline quer tocar, quer conhecer, quer sentir. 

"Pela primeira vez em muito tempo, desejo mais do que aquilo que tenho".




Olly tem prolemas com o pai, ele bebe demais e ultimamente vem batendo com frequência em sua mãe. Assim como Madeline, Olly vê uma possibilidade de um mundo melhor, nesse amor que só cresce entre eles, um amor permeado de descobertas, frio na barriga e borboletas no estômago. Será que o amor entre eles é capaz de transpor todas estas barreiras: medo, doença, desconfiança? Será que para Madeline somente observar será suficiente? As respostas você encontra lendo esse livro lindo, que entrou na minha lista de favoritos, por sua delicadeza, por sua força, pelo amor e fraqueza dos personagens, por seus medos, desafios e coragem, por mostrar que muitas vezes temos a nossa disposição todo o "mundo" e não o aproveitamos corretamente.

"- Você tem certeza sobre isso: Você não acha mais que é arriscado?
- Você está tentando fazer com que eu desista? - ela vai até o espelho e coloca uma das mãos no meu ombro. - Tudo é um risco. Não fazer nada é um risco. A decisão é sua". 




Tudo e Todas as Coisas já está em pré venda e tem previsto o mês de abril para lançamento.
:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário