Resenha - Paixão ao Entardecer (os Hathaways livro 5), de Lisa Kleypas


Livro: Paixão ao Entardecer (os Hathaways livro 5) / Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro / Gênero: Romance de Época
Páginas: 272 / Ano: 2015
Skoob



     Há, que saudades que essa família vai deixar! Eu amei todos os livros, desde o primeiro. E este que conta a história de Beatriz, foi um dos que mais gostei! Eu já sabia que iria me apaixonar pela história dela, pois sempre me simpatizei muito com esse seu amor pelos animais. Beatriz é toda especial, a mais diferente das irmãs Hathaway e a mais livre. Para Beatriz não há problema algum ser pega usando calções pelo cara que ama, não liga de estar fora dos padrões da sociedade, e de fazer de sua casa um zoológico de animas frágeis e que precisam de seus cuidados. Só sabe ser ela mesma e esbanjar carinho e ternura. Beatriz é toda pura, toda livre, de um jeito selvagem, particular dela.


"Diferente" era um adjetivo muito mais gentil do que os que costumavam ser usados para descrever os Hathaways. A família era composta por cinco irmãos - o mais velho era Leo, seguido por Amelia, Winnifred, Poppy e Beatriz. Após a morte dos pais, os irmãos Hathaways passaram por uma surpreendente mudança de sorte. Embora houvessem nascido sem qualquer título de nobreza, tinham um parentesco distante com um ramo aristocrático da família. Graças a uma série de acontecimentos inesperados, Leo herdara um título de Visconde para o qual nem ele, nem as irmãs estavam remotamente preparados. A família, então, havia se mudado do pequeno vilarejo de Primrose Place para a propriedade de Ramsay, ao sul do condado de Hampshire". 


     E o livro me fisgou desde o começo. A história de amor de Beatriz começa com uma troca de cartas. Na verdade, a troca de cartas era para acontecer entre o capitão Phelan, Christopher e a garota que deixou para trás, sua pretendente Prudence, com promessa de voltar por ter que participar de uma guerra. Mas ao receber a primeira carta e a superficial Prudence nota que Christopher está muito chato e diferente. Só sabe falar de suas dores de guerra e mostra a carta para Beatriz. Beatriz, que nunca simpatizou com Christopher (certa vez ouviu o mesmo dizer que Beatriz era mais adequada aos estábulos do que aos salões de baile), lê a carta e se emociona: Christopher já está sentindo os horrores que uma guerra reserva. Beatriz se compadece e insisti para Prudence responder pela carta, que em meio a tanta desgraça e desespero, uma carta vai apaziguar o coração de Christopher. Mas Prudence não quer nem saber de se corresponder por cartas, aliás, o que ela iria escrever na carta? E se Beatriz está tão preocupada com o capitão Phelan, ela mesma que responda a carta ora! Beatriz então se vê em um impasse: agir com retidão, ou seguir seu coração? 

Beatriz encontrara Christopher Phelan em duas ocasiões. A primeira fora num baile local, e ela o considerara o homem mais arrogante de Hampshire. Depois, num piquenique, a jovem se vira obrigada a rever sua opinião: Christopher Phelan era, na verdade, o homem mais arrogante do mundo. 

     Beatriz então seguiu o coração - começou a se corresponder com Christopher em nome de Prudence, lhe escrevendo sobre o clima e sobre as coisas boas que estavam acontecendo em Stony Cross, esquecendo-se por vezes que era no lugar de Prudence que estava escrevendo, abrindo seu coração a Christopher, fazendo com que o sofrimento de guerra vivido por ele se torne mais suportável. E Beatriz passa a conhecer uma outra faceta de Christopher, um Christopher modificado pela guerra, com cicatrizes e dores. 

- Bea, querida. Consolaria seu coração saber que essa sensação de paixão cega é absolutamente comum? 
Beatriz virou a palma da mão para cima, segurando a mão de Amelia. Desde que a mãe delas morrera, quando Bea tinha 12 anos, Amelia vinha send uma fonte interminável de amor e paciência.
- O que estou sentindo é uma paixão cega? - ela se ouviu perguntar baixinho. - Porque parece ser algo muito pior. Como uma doença fatal. 
- Eu sei querida. É difícil saber a diferença entre paixão e amor. O tempo acabará dizendo. 


     Chega um momento porém que Beatriz se vê incapaz de continuar suas correspondências - está se envolvendo demais, e o que Christopher vai pensar dela quando descobrir que não é Prudence que está escrevendo essas lindas cartas, mas ela?
     E ao retornar, Christopher não poderia estar mais apaixonado pela garota das cartas, Prudence, e vai ao seu encontro para lhe propor casamento. Mas convivendo com Prudence vê que algo está errado, seus atos não se encaixam com a menina doce e inteligente das cartas. E sua aproximação estranha com Beatriz no retorno (por conta de ter trazido um cachorro consigo também com traumas das batalhas vividas na guerra) faz com que Christopher fique extremamente confuso. 
Christopher vai descobrir que o enganaram? Se descobrir vai ser capaz de perdoar? E Beatriz, porque de repente parece aos seus olhos tão encantadora e difícil de ficar longe?


     A história reserva muitas surpresas, eu adorei o desenrolar! Adorei acompanhar o desbrochar de Beatriz, essa amante dos animais, determinada e livre, delicada e estranha ao mesmo tempo. E no final ainda vamos encontrar um pouco de ação, que deu um gostinho todo especial a história.
     Uma série que vai deixar saudades e bons sentimentos! Adorei conhecer toda a família Hathaway. O que tá esperando? Corre lá comprar os livros e conhecer também!


Sinopse: Mesmo sendo uma família nada tradicional, quase todos os irmãos Hathaways se casaram, até mesmo Leo, que era o mais avesso a essa ideia. Mas para a caçula Beatrix, parece não haver mais esperança. Dona de um espírito livre, apaixonada por animais e pela natureza, Beatrix se sente muito mais à vontade ao ar livre do que em salões de baile. E, embora já tenha frequentado as temporadas londrinas e até feito algum sucesso entre os rapazes, nunca foi seriamente cortejada, tampouco se encantou por nenhum deles.  Mas tudo isso pode mudar quando ela se oferece para ajudar uma amiga. A superficial Prudence recebe uma carta de seu pretendente, o capitão Christopher Phelan, que está na frente de batalha. Mas parece que a guerra teve um forte efeito sobre ele, e seu espírito, antes muito vivaz, se tornou bastante denso e sombrio. Prudence não tem a menor intenção de responder, mas Beatrix acha que ele merece uma palavra de apoio mesmo depois de tê-la chamado de estranha e dito que a jovem é mais adequada aos estábulos do que aos salões. Então começa a escrever para ele e assina com o nome da amiga. Beatrix só não imaginava o poder que as palavras trocadas teriam sobre eles. De volta como um aclamado herói de guerra, Phelan está determinado a se casar com a mulher que ama. Mas antes disso vai ter que descobrir quem ela é.


2 comentários:

  1. Que história linda, realmente é uma história apaixonante. A moça se passa por outra e consegue conquistar o moço.
    Amei mesmo :D

    Beijinhos
    www.aninhasouzah.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é todo lindo Ana! <3 bjos!

      Excluir
:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk