Resenha - O príncipe e outras fábulas modernas, de Rabindranath Tagore


Livro: O Príncipe e outras fábulas modernas / Autor: Tagore
Editora: Martin Claret / Gênero: Literatura Estrangeira / Fábulas
Páginas: 164 / Ano: 2013
Skoob
Este livro faz parte de uma coleção, para saber mais clique aqui: 
>> Coleção Martin Claret <<



      Olá pessoas queridas!
      Tudo bem com vocês? 
     Hoje vou trazer a resenha desse livro lindo do Tagore, O príncipe e outras fábulas modernas, publicado pela editora Martin Claret, que tive o imenso prazer em conhecer. Eu li em um dia, de tanto que gostei! Ele é curto, mas de uma profundidade exemplar. Parecia que eu estava vivendo as fábulas, me imaginei criança e um adulto a me ler histórias. Não tinha lido nada ainda de Rabindranath Tagore, aliás, tudo que é muito diferente de nossa cultura às vezes temos receio de fazer parte, já que Tagore é um escritor muito conhecido na Índia e ganhou prêmios muito importantes de literatura. Apesar de ser um livro escrito em meados de 1910, ele trás uma fala muito atual e em nenhum momento tive dificuldades na leitura.


    Tagore nos presenteia com fábulas muito próprias de seu povo, de sua cultura, e é lindo ver dos olhos do autor essa propriedade em falar dos seus. Fiquei realmente encantada com a delicadeza que o autor tem em escrever, de mexer com os sentimentos mais profundos da gente, de terminar uma fábula de forma a nos surpreender e de nos deixar com aquele leve sorriso nos lábios de: sim, realmente ele acertou neste final, nessa conclusão, nessa lição. Porque a beleza nas fábulas são as lições que elas nos passam. São aquele gosto de eterno, porque fábula é eterna. A gente passa de geração em geração, faz parte de nossas raízes, as fábulas fazem parte de nossa história e estão sempre lá, desde que nascemos. 


     Como o próprio autor escreveu no começo do primeiro conto do livro:

Logo que a criança aprendeu a falar disse: - Conte-me uma história. [...] Isso demonstra claramente que o ser humano é sensível às narrativas, em qualquer idade. É por essa razão que a grande quantidade de histórias acumuladas ao redor do mundo, nos lares, ao longo das eras, contadas ou em forma de escrita, ultrapassa qualquer outro tipo de riqueza acumulado pelo homem".

     O príncipe e outras fábulas é um livro lindo, delicado, como o aprendizado. Parece que Tagore está nos ensinando a engatinhar neste mundo das fábulas, que está nos introduzindo ao mundo das palavras, da magia, um mundo sem volta, que é importantíssimo ser apresentado às crianças para que jamais se esquecem do poder que há no ato de se contar histórias. Entrou para a lista de favoritos, com absoluta certeza. 


Este conto de fadas é o primeiro na vida de um homem, e também o último. Toda nova vida que nasce neste mundo precisa receber esse grão de sabedoria da avó: que a princesa caiu prisioneira, que o mar é bravio, que o demônio é ameaçador e que, mesmo assim, um homem insignificante jurou: "vou libertar a donzela". 

Sinopse:
Maior poeta dos tempos modernos da Índia e vencedor do Prêmio Nobel de Literatura, Rabindranath Tagore foi filósofo, visionário e excelente contador de histórias. Suas fábulas são excursões filosóficas por paisagens mágicas que falam à criança presente em todos nós leitores.
As páginas deste O Príncipe e outras Fábulas Modernas (selo Escrituras) estão repletas de histórias interessantes que revelam a beleza existente na simplicidade da vida. Há a história do menino que perdeu a mãe, a da garota de uma tribo que é tida como fada, a do bobo da corte que observa de longe as batalhas de um rei, a do jovem que procura assimilar sua primeira decepção amorosa e a do príncipe da era moderna que tenta ganhar a vida numa cidade caótica. Refletindo acerca daquilo que geralmente não paramos para pensar, tais histórias revelam, de maneira bem particular, a essência da condição humana.

Resenha - Depois de Você, de Jojo Moyes


Livro: Depois de Você / Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca / Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Páginas: 320 / Ano: 2016
Continuação do livro: Como eu era antes de você
Skoob


ATENÇÃO: Resenha pode conter spoilers do primeiro livro - Como eu era antes de você.


Para ler a resenha do primeiro livro clique aqui: >> Como eu era antes de você <<


     Olá gente! Tudo bem com vocês? Hoje vou trazer a resenha do livro Depois de Você, da nossa querida Jojo Moyes. O livro foi publicado pela Intrínseca, e para quem é fã do primeiro livro o lançamento realmente foi muito aguardado. Confesso que fiquei num impasse tremendo: leio ou não leio? Sou megaaa fã do primeiro livro e quando terminei a leitura eu tinha pra mim que o final foi absolutamente aceitável, que não precisava de continuação. Eu tinha aceitado perfeitamente o final (siimmm, com muitas lágrimas nos olhos, confesso), imaginando que a Lou se daria muito bem na vida dali em diante e tal, então eu não precisava saber mais nada.  



     Mas então... eu ganhei o livro. E como eu ganhei pensei assim: há, porque não ler? Bateu aquela imensa vontade de ver o depois, de saber o depois. É que a gente é curioso demais mesmo, pronto falei! kkkkk... a curiosidade foi maior, me venceu e eu comecei a ler hahaha. E não consegui parar! Porque a Jojo é uma ótima escritora. Adoro o jeito que ela escreve. 



     Pois bem, vamos falar deste livro lindo. Quando comecei a ler fiquei muito curiosa em saber como a autora iria tratar da lacuna imensa que Will deixaria - porque ele foi uma parte fundamental no primeiro livro, e foi um personagem muito cativante que não deixaria saudades somente na Lou, mas de nós leitores que estariam acompanhando o depois de você. E a autora soube preencher maravilhosamente bem essa lacuna. 

     O livro começa mostrando Louisa Clark, que depois de viajar por alguns países da Europa (como promessa a Will de que conheceria lugares diferentes) retorna sem respostas, se sentindo vazia e incompleta. Já não sente vontade de usar suas roupas alegres e diferentes, sente que sua vida está estagnada, no fundo do poço. Lou sente uma falta de Will tremenda e percebe que sua vida jamais será a mesma. Começa a trabalhar num bar de um aeroporto como atendente e garçonete, e se acomoda novamente a uma rotina que parece não mudar nunca. Certo dia depois de um dia de trabalho cansativo e algumas doses a mais de álcool, sobe no terraço do apartamento que comprou com o dinheiro dado por Will para conversar com ele (como se tivesse travando um diálogo com Will que está lá no céu... rsrs). Lou se assusta com alguém a chamando e cai de cima do terraço, no apartamento abaixo, uma queda considerável que a faz fraturar o quadril, ficar um tempo desacordada e faz sua família toda pensar que a filha tentou suicídio. Apesar de Lou afirmar que não, não tentou suicídio, ninguém acredita e fazem Lou começar a participar de uma terapia em grupo pós luto. O grupo que Lou começa a fazer parte se chama Seguindo em Frente, e tem tanta gente esquisita que Lou se questiona se essa baboseira toda realmente vai funcionar. No grupo, Lou conhece Jake, um garoto que perdeu a mãe recentemente. E um cara sempre vai buscar Jake depois dos encontros do grupo. O nome dele é Sam, e Lou o reconhece na primeira vez de imediato - ele é o paramédico que a levou ao hospital de ambulância na ocorrência de sua queda, e ele foi tão atencioso durante o trajeto, lhe dando a mão para se sentir segura, lhe dizendo palavras de conforto! Os dois começam então a se conhecer melhor. Eu amei o personagem do Sam! Ele me cativou muito!



     Há uma outra questão também no livro que é fundamental - Will deixa uma surpresa. E que surpresa!, para trás. Não vou contar o que é, e aparece logo no começo do livro, mas essa surpresa pra mim foi tão inesperada que gostei muito de ser surpreendida. Acredito que para quem vá ler se sentir surpreso também é muito gostoso, então não vou estragar! hahah



     Reencontrar os pais de Lou foi maravilhoso também! Adoro essa família que resolveu ter uma crise de identidade: a mãe de Lou começa a frequentar aulas feministas e resolve mudar seu comportamento dentro de casa. Foi um sarro! O pai da Lou ficou completamente desnorteado com os novos comportamentos da mulher. Eu amo a família da Lou, eles são muito engraçados. 



- Sabe, seu pai me disse algo que nunca esqueci: você não precisa deixar que uma única coisa, seja aquilo que define quem você é". 

     Outro ponto a considerar foi que a autora também trabalho muito bem a questão do luto. Mostrou realmente como é o depois da perda. Como a dor está sempre lá, presente, latente, e como as pessoas em volta parecem não perceber que quem acabou de perder alguém não consegue se recuperar rápido. As pessoas esperam que você pare de se sentir triste, que siga em frente, que tente superar, mas falar é muito fácil. Ainda mais para quem não esteve presente. Eu perdi minha avó recentemente, depois de quase três anos cuidando constantemente por estar acamada. E pude entender perfeitamente as nuances trazidas pela autora, as entrelinhas. Todos esperam te ver sorrir e muitas vezes você realmente sorri, para satisfazer as outras pessoas. Mas ás vezes você não quer sorrir, não dá para sorrir, você só quer viver a sua dor, sentir, e deixar partir, não sentir mais dor, parece que a pessoa não é mais importante para você, que nunca foi, que você deixou de amá-la. E essa é a crise que vive Lou neste livro, e digo que para mim foi muito emocionante acompanhar estes sentimentos que brotaram. Pude trazer para minha vida sabe?, e é tão bom quando o livro se assemelha com o que estamos passando. Faz a gente fazer parte ainda mais da leitura.



Aprendemos a conviver com a perda, com as pessoas que nos deixam. Porque elas permanecem conosco, mesmo não estando vivas, mesmo não respirando mais. Não é a mesma dor avassaladora que sentimos no começo, aquela que nos invade e dá vontade de chorar nos lugares errados, que nos deixa irracionalmente irritados com todos os idiotas que ainda continuam vivos, enquanto quem amamos está morto. Mas aprendemos a nos adaptar. É como se acostumar com um buraco dentro de nós". 


     O que dizer deste livro? Amei! Simplesmente. Para quem está em dúvida se deve ler ou não a continuação, aconselho: leiam... e se emocionem novamente com a Lou. Meus olhos marejaram em pelos menos umas três vezes durante a leitura. Uma experiência realmente gratificante. 


Sinopse:
Quando uma história termina, outra tem que começar.
Com mais de 5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Como eu era antes de você conta a história do relacionamento entre Will Traynor e Louisa Clark, cujo fim trágico deixou de coração apertado os milhares de fãs da autora Jojo Moyes.
Em Depois de você, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la. Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.


Resenha - Poesia Completa, Manoel de Barros


Livro: Poesia Completa / Autor: Manoel de Barros
Editora: Leya / Gênero: Poesia
Páginas: 496 / Ano: 2010
Skoob



Boa tarde pessoal!
Terminei de ler este livro do Manoel de Barros com suas poesias completas. Eu amo poesia e sempre que posso intercalo com outros livros, para deixar o dia mais leve. Ou quando estou lendo um livro muito denso e quero dar uma quebrada... pego o livro de poesia e leio alguns poemas. 

Este livro do Manoel de Barros reuni sua obra completa. Gosto de seus poemas - aqueles que remetem a uma vida sossegada, tipo casa no campo. Porém outros poemas dele são bem loucos, bem estranhos, destes gosto menos. Ele tem um jeito muito pessoal de escrever, muito dele. 

Tirei uma foto da entrada do livro, porque achei tão linda! para poder compartilhar com vocês. Porque poesia é difícil resenhar. Cada um tem um jeito de interpretar, de achar, poesia é coisa de alma, não de razão. 

Posso dizer que o livro é lindo, capa dura, folhas amareladas, tem uma gravura logo de início que dá charme à obra. É aquele tipo de livro que você gosta de ter em uma prateleira, muito bonita a edição. 






Retrato do artista quando coisa

A maior riqueza
do homem
é sua incompletude.
Nesse ponto
sou abastado.
Palavras que me aceitam
como sou
— eu não aceito.
Não aguento ser apenas
um sujeito que abre
portas, que puxa
válvulas, que olha o
relógio, que compra pão
às 6 da tarde, que vai
lá fora, que aponta lápis,
que vê a uva etc. etc.
Perdoai. Mas eu
preciso ser Outros.
Eu penso
renovar o homem
usando borboletas.





Tratado geral das grandezas do ínfimo

A poesia está guardada nas palavras — é tudo que eu sei.
Meu fado é o de não saber quase tudo.
Sobre o nada eu tenho profundidades.
Não tenho conexões com a realidade.
Poderoso para mim não é aquele que descobre ouro.
Para mim poderoso é aquele que descobre as insignificâncias (do mundo e as nossas).
Por essa pequena sentença me elogiaram de imbecil.
Fiquei emocionado.
Sou fraco para elogios.




Os deslimites da palavra

Ando muito completo de vazios.
Meu órgão de morrer me predomina.
Estou sem eternidades.
Não posso mais saber quando amanheço ontem.
Está rengo de mim o amanhecer.
Ouço o tamanho oblíquo de uma folha.
Atrás do ocaso fervem os insetos.
Enfiei o que pude dentro de um grilo o meu
destino.
Essas coisas me mudam para cisco.
A minha independência tem algemas



Correio - O Príncipe e outras fábulas modernas, editora Martin Claret


Boaaa tarde povo!
Tudo bem com vocês?
Espero que sim!
Ontem chegou coisa linda pelo correio! *----*
Amo quando esses pacotinhos resolvem aparecer - deixam meu dia tão contente!

E o livro que chegou foi o primeiro em parceria com a editora Martin Claret, a mais nova parceira aqui do Blog Livro Doce Livro. 

Num preciso nem falar que já babei no livro né? A-D-O-R-E-I! Aliás, difícil alguma edição deles não agradar - são muito caprichosos. E recebi vários marcadores lindos também... emoção nível very hard! <3

Bom, o livro recebido é O Príncipe e Outras Fábulas Modernas, de Rabindranath Tagore. As páginas são amareladas, letras ótimas de serem lidas, com algumas páginas coloridas e desenhadas, tudo muito caprichoso mesmo! Não li nada ainda deste autor, mas já fiquei mega empolgada - eu amo fábulas! Este é o sexto volume de uma sequência linda que a editora está lançando de contos e fábulas. 













     Bom, eu estava dando uma pesquisada nos livros anteriores na internet, e eles estão com preços bem legais no site da Amazon. Eu já fiz compras neste site e é muito confiável. Vou trazer para vocês a sequência dos primeiros livros, para que vocês possam conhecer também. Se vocês clicarem no nome de cada livro, serão direcionados direto ao site de compra de cada um deles pela Amazon. 

Volume 1


Diferentemente do estereótipo de princesa que conhecemos - mulher frágil e sempre à espera de um bondoso e belo cavaleiro que a proteja, as princesas celtas são mulheres corajosas que enfrentam os mais temíveis perigos para conquistarem a felicidade. Elas combatem bruxas tiranas, recusam casamentos forçados, lutam pelos homens que amam e até mesmo os salvam de emboscadas. São espertas, hábeis e cheias de truques de magia. Em Princesas e damas encantadas, estão reunidos contos da cultura celta que foram recolhidos da tradição oral e recontados por Joseph Jacobs, folclorista e estudioso dos mitos e lendas britânicos. Constituem este volume 12 contos de princesas muito corajosas e de damas misteriosas e mágicas. Aqui, revelam-se outras versões para muitas histórias que você conhece, ou imaginava conhecer. 

Volume 2


O livro Bruxas, Bruxos e os feitiços mais cruéis que se podem imaginar é uma coleção de contos de tradição oral da cultura celta. As histórias fantásticas aqui apresentadas resgatam a tradição popular, o que permite conhecer valores de uma cultura muito diversa. A concepção excêntrica a respeito da bruxa e da magia construída no decorrer da história está aqui colocada com outro olhar, o qual surpreenderá o leitor. 

Volume 3


Nesta coletânea são apresentadas narrativas de um mundo novo, povoado por criaturas advindas em grande parte do universo celta, relacionadas à natureza e suas forças místicas. Os heróis aqui apresentados são exemplos de coragem, amor e bravura. São contos maravilhosos de tradição popular, que têm sido recontados por anos. A leitura dessas histórias permite encontrar a raiz do que é o conto fantástico, com seus elementos de diversão e espanto.

Duendes, quem nunca ouviu falar? Estes seres fantásticos, que fazem parte de diversas mitologias e folclores populares também fazem parte da cultura popular celta. Nesta coletânea, os contos selecionados abordam como essas criaturas do mundo irreal são contadas nas narrativas dessa cultura milenar. Ao longo do tempo essas histórias geram fascínio, diversão e proporcionam conhecimento sobre uma cultura tão peculiar.


Volume 5


Os melhores contos orientais é uma coletânea que resgata a cultura oriental, com a riqueza dos seus pensamentos e reflexões. As historias aqui selecionadas são da cultura popular, contadas e recontadas há milhares de anos. Nesta seleção há a fidelidade com os contos tais como foram ouvidos na tradição oral, tentando passar seus ensinamentos mais genuínos de forma que não se perdesse a essência das historias. A leitura deste livro permitira ao leitor o contato com esse cultura rica e milenar.


Volume 6


Maior poeta dos tempos modernos da Índia e vencedor do Prêmio Nobel de Literatura, Rabindranath Tagore foi filósofo, visionário e excelente contador de histórias. Suas fábulas são excursões filosóficas por paisagens mágicas que falam à criança presente em todos nós leitores. As páginas deste O Príncipe e outras Fábulas Modernas (selo Escrituras) estão repletas de histórias interessantes que revelam a beleza existente na simplicidade da vida. Há a história do menino que perdeu a mãe, a da garota de uma tribo que é tida como fada, a do bobo da corte que observa de longe as batalhas de um rei, a do jovem que procura assimilar sua primeira decepção amorosa e a do príncipe da era moderna que tenta ganhar a vida numa cidade caótica. Refletindo acerca daquilo que geralmente não paramos para pensar, tais histórias revelam, de maneira bem particular, a essência da condição humana. 

Volume 7


Nesta coletânea, apresentamos os contos famosos de Robert E. Howard: "Rosto de caveira", "Os filhos da noite", "A maldição do mar", "A hiena", "A serpente do sonho", "Na floresta de Villefore", entre outros. São contos fortes, bem construídos, em que o leitor se sente envolvido pela ação eletrizante de seus personagens, que nos remetem a um exercício de reflexão. A literatura fantasia vem conquistando mais espaço entre nós, e a Editora Martin Claret, atenta às exigências desse público, tem orgulho em publicar Roberto Howard como representante maior desse gênero de literatura que certamente será bem acolhido pelos jovens leitores.



Estou com vontade de comprar todos - adorei essas capas! são muito lindas! E o preço, pelo menos na Amazon está bem bacana, vale à pena conferir! Espero que tenham gostado das dicas e do post! 
Até breve!
Bjo, bjo!

Correio - Livro Fassade


Bom dia pessoal!
Tudo bem com vocês?
Espero que sim!

Hoje vou trazer para vocês o que chegou pelo correio essa semana. 
O livro que recebi se chama Fassade, e ele foi escrito por K. S. Broetto, uma autora brasileira. Fassade foi lançado de forma independente, e estou super empolgada com a leitura. 
O livro é lindo, e o capricho da autora nos detalhes é digno de nota. Desde a embalagem (que eu achei super original, por isso tirei fotos rsrsr) até dos marcadores, cartões postais, que acompanham o livro.

A compra do livro fiz direto no site da autora, se quiserem saber mais cliquem aqui >> Fassade Livro <<. Inclusive por estes dias a autora está fazendo uma promoção.

Trago a sinopse do livro também, para vocês ficarem com vontade de ter o de vocês, assim como eu fiquei! hahah