Resenha - Apenas um dia, de Gayle Forman


Livro: Apenas um dia / Autora: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito / Gênero: Literatura Estrangeira / Romance / YA
Páginas: 378 / Ano: 2014
Skoob

     Olha a resenha fresquinhaaa! Hoje vou trazer para vocês a resenha do livro Apenas um dia, da autora Gayle Forman. Já li outros livros dela: "Se eu ficar" e a sequência "Para onde ela foi". E eu gostei bastante destes dois livros.
     Apenas um dia é um pouco diferente, mas trata também de conflitos jovem/adulto e trás alguns pontos dignos de nota. 

E Willem ri de novo. O som é claro e forte como o de um sino e me enche de alegria. É como se, pela primeira vez na minha vida, eu compreendesse que este é o verdadeiro sentido do riso: espalhar felicidade. 

      Neste primeiro livro, narrado por Alysson, a protagonista, somos presenteados com um início de viagens pela Europa. Por estar se formando no colégio, os pais de Alysson resolvem a presentear com uma viagem de experiências internacionais e Alysson passa algumas semanas viajando pela Europa com sua amiga Melanie e um grupo de estudantes, por uma agência de viagens específica para este tipo de grupo. Alysson conhece lugares interessantes, vê museus e obras de arte, mas parece faltar alguma coisa. Na verdade Alysson morre de vontade de visitar Paris, mas o roteiro previsto pela agência não inclui uma visita à França - mesmo que esteja tão perto. No penúltimo dia de viagem, após um passeio por uma praça, Alysson e Melanie são convidadas por um grupo de artistas livre a assistir a uma encenação de uma das peças de Shakespeare. O cara que entrega o convite imediatamente desperta o interesse de Alysson, e as duas amigas resolvem burlar o programa de intercâmbio para assistir a essa apresentação informal. 


      Alysson assisti com olhos brilhantes toda a apresentação do grupo e o garoto misterioso ao final da apresentação, olha fundo nos olhos dela e lhe joga uma moeda, como se estivesse lhe dizendo: "você é a mais importante pra mim neste recinto". Alysson adorou toda a apresentação, foi o que mais valera à pena na viagem até o momento. 

     No outro dia, acaba esbarrando com o garoto misterioso novamente, pelo centro da cidade e descobre o seu nome: Willem. Willem é holandês e viajante, um garoto de espírito livro e sem raízes. Ao travarem uma conversa cheia de indiretas, Alysson se vê de repente curiosa demais por conhecer mais sobre Willem e transmite que seu desejo era mesmo ter conhecido Paris. Willem então a convida a passar seu último dia na Cidade Luz, já que de trem de onde estão não levaria mais de duas horas e meia. Sua amiga Melanie acha essa história meio maluca (o que elas sabem a respeito desse tal Willem? Ele é um completo estranho!), mas não impede a amiga de viver sua aventura. Então Alysson parte com Willem para Paris e vivem um dia maravilhoso conhecendo a cidade. É claro que Alysson nota algumas coisas estranhas: Willem parece conhecer todas as mulheres por onde passa. Tem amigas em toda a parte da Europa pelo jeito. Mas também, o que Alysson pensou? que ele seria um jovem ator puritano?

Eu preferiria caminhar a noite toda e embaixo de chuva pesada. E, de qualquer forma, a chuva já parou. Um pedacinho estreito da lua está fazendo dribles para fora e para dentro das nuvens. Parece tão tipicamente parisiense ela estar sobre os tetos inclinados que é difícil acreditar que esta seja a mesma lua que brilha em meu quarto lá em casa esta noite. 

     Quando a noite cai, acabam se abrigando num prédio de squats, artistas que utilizam prédios abandonados para cuidar e fazê-los de casa e são tipo "comunitários". A proximidade dos dois começa a ficar inevitável e acabam fazendo amor ali mesmo, no chão sujo, nada muito romântico, mas que mancha e marca a vida de Alysson de uma maneira que será difícil esquecer. No outro dia Alysson acorda e se vê sozinha no cômodo gelado. Onde foi parar Willem? Alysson espera. Espera o suficiente a duas horas, mas o pânico começa a tomar conta e Alysson resolve se mexer. Precisa sair dali, precisa voltar para o grupo de estudantes. Mas está sem dinheiro algum, não sabe falar uma palavra em francês e para piorar, parece que Willem levou consigo o seu relógio (um presente caro dado por seus pais pela formatura no colégio, todo de ouro). Consegue de alguma maneira ligar para a tutora do grupo que a orienta a pegar um táxi até o trem de volta e que consegue acertar as despesas pela agência de viagens. 


      Alysson fica arrasada. Se sente humilhada e muito, muito chateada com Willem. Se sente usada. E este momento de deslize para uma vida que foi sempre muito correta mexe com os sentimentos de Alysson. A faz se questionar quem realmente é. Muda seu comportamento com os pais. Influencia suas notas na faculdade. Mas Alysson não vai carregar essa história a consumindo por dentro para sempre. Ela quer tirar essa história toda a limpo - precisa procurar por Willem. Precisa tirar toda a história a limpo ou isso vai corroê-la até o fim! Com a ajuda então de seus novos amigos na faculdade traça uma forma de tentar encontrar um estranho, que lembra apenas do que a fez sentir, um estranho do qual não sabe nem o sobrenome, que não sabe sobre sua família e origens. Será que Alysson conseguirá tapar esse buraco imenso que se abriu dentro de seu peito? 

- E os meus pais?- O que é que tem os seus pais?- Não posso decepcioná-los.- Mesmo que isso signifique decepcionar a si mesma? Duvido que eles fossem querer isso para você. 

      Minhas impressões sobre o livro: Alysson foi muito inconsequente em fazer o que fez - sério, que menina mais louca e sem prudência! Viajar para outro país com um completo estranho! Mas daí a gente reflete e percebe que quando somos mais jovens fazemos coisas estúpidas mesmo. E esse livro nos mostra o quanto nossas escolhas são capazes de nos modificar completamente - como são capazes de nos manchar, tanto para o bem, como para o mal. É como se fosse um alerta: tome cuidado. Willem pode ter tido uma boa justificativa para não ter voltado para Alysson naquela manhã. Mas e se não tivesse tido? E se apenas tivesse usado Alysson como deve ter usado tantas outras garotas? E as respostas perturbam tanto a vida de Alysson que ela se vê obrigada a procurar pelo rapaz, para apaziguar essa angústia que vai e volta. Então achei muito válida a forma sútil que a escritora nos mostra esse tipo de conflito. Uma leitura muito válida, que indico e que seja discutida de uma forma coerente. O que apenas um dia pode fazer em sua vida para sempre?  

Quando ele finalmente beija a minha boca, tudo fica estranhamente quieto, como o momento de silêncio entre o raio e o trovão [...]. Nós dois nos beijamos novamente, O beijo seguinte é do tipo que abre o céu. Rouba meu fôlego e depois o devolve. Mostra-me que qualquer outro beijo que já dei na vida foi um erro. 

Sinopse:
A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida.

Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.


Série "Apenas um Dia" (3 volumes), em sequência, "Apenas um ano" (versão de Willem), e "Apenas uma noite", final da trilogia.


2 comentários:

  1. Realmente devo confessar que ela não bate bem da cabeça mesmo, eu não teria essa coragem.
    Não senti vontade de ler o livro em momento algum.

    Adorei seu blog.

    http://revelandosentimentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Naty, obrigada pela visita!
      Grande abraço!

      Excluir
:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk