Resenha - Depois de Você, de Jojo Moyes


Livro: Depois de Você / Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca / Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Páginas: 320 / Ano: 2016
Continuação do livro: Como eu era antes de você
Skoob


ATENÇÃO: Resenha pode conter spoilers do primeiro livro - Como eu era antes de você.


Para ler a resenha do primeiro livro clique aqui: >> Como eu era antes de você <<


     Olá gente! Tudo bem com vocês? Hoje vou trazer a resenha do livro Depois de Você, da nossa querida Jojo Moyes. O livro foi publicado pela Intrínseca, e para quem é fã do primeiro livro o lançamento realmente foi muito aguardado. Confesso que fiquei num impasse tremendo: leio ou não leio? Sou megaaa fã do primeiro livro e quando terminei a leitura eu tinha pra mim que o final foi absolutamente aceitável, que não precisava de continuação. Eu tinha aceitado perfeitamente o final (siimmm, com muitas lágrimas nos olhos, confesso), imaginando que a Lou se daria muito bem na vida dali em diante e tal, então eu não precisava saber mais nada.  



     Mas então... eu ganhei o livro. E como eu ganhei pensei assim: há, porque não ler? Bateu aquela imensa vontade de ver o depois, de saber o depois. É que a gente é curioso demais mesmo, pronto falei! kkkkk... a curiosidade foi maior, me venceu e eu comecei a ler hahaha. E não consegui parar! Porque a Jojo é uma ótima escritora. Adoro o jeito que ela escreve. 



     Pois bem, vamos falar deste livro lindo. Quando comecei a ler fiquei muito curiosa em saber como a autora iria tratar da lacuna imensa que Will deixaria - porque ele foi uma parte fundamental no primeiro livro, e foi um personagem muito cativante que não deixaria saudades somente na Lou, mas de nós leitores que estariam acompanhando o depois de você. E a autora soube preencher maravilhosamente bem essa lacuna. 

     O livro começa mostrando Louisa Clark, que depois de viajar por alguns países da Europa (como promessa a Will de que conheceria lugares diferentes) retorna sem respostas, se sentindo vazia e incompleta. Já não sente vontade de usar suas roupas alegres e diferentes, sente que sua vida está estagnada, no fundo do poço. Lou sente uma falta de Will tremenda e percebe que sua vida jamais será a mesma. Começa a trabalhar num bar de um aeroporto como atendente e garçonete, e se acomoda novamente a uma rotina que parece não mudar nunca. Certo dia depois de um dia de trabalho cansativo e algumas doses a mais de álcool, sobe no terraço do apartamento que comprou com o dinheiro dado por Will para conversar com ele (como se tivesse travando um diálogo com Will que está lá no céu... rsrs). Lou se assusta com alguém a chamando e cai de cima do terraço, no apartamento abaixo, uma queda considerável que a faz fraturar o quadril, ficar um tempo desacordada e faz sua família toda pensar que a filha tentou suicídio. Apesar de Lou afirmar que não, não tentou suicídio, ninguém acredita e fazem Lou começar a participar de uma terapia em grupo pós luto. O grupo que Lou começa a fazer parte se chama Seguindo em Frente, e tem tanta gente esquisita que Lou se questiona se essa baboseira toda realmente vai funcionar. No grupo, Lou conhece Jake, um garoto que perdeu a mãe recentemente. E um cara sempre vai buscar Jake depois dos encontros do grupo. O nome dele é Sam, e Lou o reconhece na primeira vez de imediato - ele é o paramédico que a levou ao hospital de ambulância na ocorrência de sua queda, e ele foi tão atencioso durante o trajeto, lhe dando a mão para se sentir segura, lhe dizendo palavras de conforto! Os dois começam então a se conhecer melhor. Eu amei o personagem do Sam! Ele me cativou muito!



     Há uma outra questão também no livro que é fundamental - Will deixa uma surpresa. E que surpresa!, para trás. Não vou contar o que é, e aparece logo no começo do livro, mas essa surpresa pra mim foi tão inesperada que gostei muito de ser surpreendida. Acredito que para quem vá ler se sentir surpreso também é muito gostoso, então não vou estragar! hahah



     Reencontrar os pais de Lou foi maravilhoso também! Adoro essa família que resolveu ter uma crise de identidade: a mãe de Lou começa a frequentar aulas feministas e resolve mudar seu comportamento dentro de casa. Foi um sarro! O pai da Lou ficou completamente desnorteado com os novos comportamentos da mulher. Eu amo a família da Lou, eles são muito engraçados. 



- Sabe, seu pai me disse algo que nunca esqueci: você não precisa deixar que uma única coisa, seja aquilo que define quem você é". 

     Outro ponto a considerar foi que a autora também trabalho muito bem a questão do luto. Mostrou realmente como é o depois da perda. Como a dor está sempre lá, presente, latente, e como as pessoas em volta parecem não perceber que quem acabou de perder alguém não consegue se recuperar rápido. As pessoas esperam que você pare de se sentir triste, que siga em frente, que tente superar, mas falar é muito fácil. Ainda mais para quem não esteve presente. Eu perdi minha avó recentemente, depois de quase três anos cuidando constantemente por estar acamada. E pude entender perfeitamente as nuances trazidas pela autora, as entrelinhas. Todos esperam te ver sorrir e muitas vezes você realmente sorri, para satisfazer as outras pessoas. Mas ás vezes você não quer sorrir, não dá para sorrir, você só quer viver a sua dor, sentir, e deixar partir, não sentir mais dor, parece que a pessoa não é mais importante para você, que nunca foi, que você deixou de amá-la. E essa é a crise que vive Lou neste livro, e digo que para mim foi muito emocionante acompanhar estes sentimentos que brotaram. Pude trazer para minha vida sabe?, e é tão bom quando o livro se assemelha com o que estamos passando. Faz a gente fazer parte ainda mais da leitura.



Aprendemos a conviver com a perda, com as pessoas que nos deixam. Porque elas permanecem conosco, mesmo não estando vivas, mesmo não respirando mais. Não é a mesma dor avassaladora que sentimos no começo, aquela que nos invade e dá vontade de chorar nos lugares errados, que nos deixa irracionalmente irritados com todos os idiotas que ainda continuam vivos, enquanto quem amamos está morto. Mas aprendemos a nos adaptar. É como se acostumar com um buraco dentro de nós". 


     O que dizer deste livro? Amei! Simplesmente. Para quem está em dúvida se deve ler ou não a continuação, aconselho: leiam... e se emocionem novamente com a Lou. Meus olhos marejaram em pelos menos umas três vezes durante a leitura. Uma experiência realmente gratificante. 


Sinopse:
Quando uma história termina, outra tem que começar.
Com mais de 5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Como eu era antes de você conta a história do relacionamento entre Will Traynor e Louisa Clark, cujo fim trágico deixou de coração apertado os milhares de fãs da autora Jojo Moyes.
Em Depois de você, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la. Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.


2 comentários:

  1. Oi Michelle,

    Embora tenho o primeiro livro, não tenho muita vontade de lê-lo. Corro de livros muito emotivos e esse tira as minhas forças só de ler as resenhas e ver o trailer do filme. Li comentários divergentes sobre esse livro, mas acho que quem leu o primeiro vai ficar morrendo de vontade de ler o segundo. Mesmo que alguns não achem bom, tem que ler.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise!
      seja sempre bem vinda! ... eu gostei bastante dos dois livros, mas realmente são livros pra ficar marcado dentro da gente pra sempre! rsrs

      Grande abraço! :-B

      Excluir
:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk