Parceria com a Young Editorial


Oi oi pessoal!
tudo bem?

 Novidade! Eu já tinha divulgado em outro post, mas agora vou divulgar melhor!
Agora o blog é parceiro da Young Editorial! Yeeeeiiiii!
Sim, agora muita coisa legal vai aparecer aqui dessa editora.

E o primeiro livro deles que vou trazer resenha é do lançamento: A Nerd e o Cafajeste.
Olha que coisa mais linda essa capa gente:


Fofa né? Espero que a história seja muito divertida!
Só espero coisas boas desta parceria! <3
Muito feliz!

Chega mais aqui no blog para saberem das novidades e resenhas!

Para acompanhar os lançamentos convido vocês a conhecerem o site da editora:

http://www.youngeditorial.com/





Resenha : A Voz do Arqueiro, de Mia Sheridan


Livro: A Voz do Arqueiro
 Autor (a): Mia Sheridan
Editora: Arqueiro / Gênero: Romance
Páginas: 336 / Ano: 2015
Série - Signos do amor 1
+ de 16 anos
Skoob


     Olá pessoal! Tudo bem? Hoje a resenha é desse livro quente e ao mesmo tempo doce - A Voz do Arqueiro, de Mia Sheridan, publicado pela editora Arqueiro. O livro é primeiro de uma série intitulada os Signos do Amor. Achei bem interessante essa vertente utilizada pela autora.


     Bom, o livro nos trás a história de Bree Prescott e Archer Hale. Ele é narrado em primeira pessoa, alternando pensamentos de cada personagem. Os capítulos são divididos por narração de Bree em certos momentos, e de Archer em outros. Gosto quando livros trazem pontos de vista dos dois personagens, e autora explorou muito bem essa forma de narrativa. 

     Bree está fugindo. Na cidade onde mora já não consegue mais ficar, após ter pedido seu pai de uma forma trágica e como sua mãe faleceu quando ainda era muito pequena, não vê outra saída para esquecer tudo a não ser fugir e se estabelecer em outra cidade, para acalmar o coração. Mas não é somente disso que Bree foge. Coisas ruins aconteceram e flash e pesadelos insistem em atormentá-la a cada manhã.

É na cidade de Pelion que Bree resolve se estabelecer temporariamente. Aluga um pequeno chalé mais afastado e logo faz amizade com uma vizinha muita simpática já com certa idade que a ajuda a se enturmar na cidade. Bree logo consegue um emprego em um restaurante e vê a possibilidade de se manter com o dinheiro e as gorjetas que recebe. Mas Pelion é uma cidade pequena e logo Bree começa a ouvir fofocas dos moradores do local. E também de uma possível mudança e novas construções nas terras mais calmas, com o intuito de motivar o comércio da cidade, o que não está agradando em nada os moradores locais. 

     Bree também conhece um cara estranho, todo cabeludo e de barba grande que a ajuda a recolher alguns itens de farmácia que deixa cair quando voltava para casa do trabalho. Apesar de agradecer o estranho e de tentar travar uma conversa com o mesmo, Bree nada recebe de volta em resposta. E ao conversar com sua chefe do restaurante sobre o estranho, descobre que se trata de Archer Hale, considerado por todos uma sombra - para todos na cidade ele deve ter sérios problemas e ainda por cima é surdo, não fala. 



Tento acreditar que algo bonito pode resultar de algo feio, e que chegará o momento em que conseguirei ver o que é. Você me ajudou a ver minha própria imagem, Archer. Deixe que eu o ajude a ver a sua". 


Bree fica com aquela história na cabeça e ao passear pelas terras perto de seu chalé, descobre que Archer mora relativamente perto do rio, assim como ela. Então resolve fazer amizade. Bree tinha o pai surdo, sabe da linguagem de sinais, poderia tentar se comunicar com Archer e fazê-lo se sentir melhor, acolhido onde mora. Bree sabe bem a dificuldade de ser incompreendido, sentiu na pele com o pai o preconceito das pessoas em volta. Archer de início ficou confuso. Ninguém na cidade tentou algum dia se aproximar dele. Quanto mais se comunicar. Quando Bree se torna insistente, Archer resolve baixar a guardar e deixar que essa estranha entre em sua vida. Bree descobre que Archer não é surdo, apenas mudo, devido um acidente que envolveu sua família quando Archer ainda tinha sete anos. O acidente deixou uma cicatriz em seu pescoço, por isso deixa a barba sem fazer. Mas não só no pescoço, Archer tem várias cicatrizes na alma. E Bree tentará ajudá-lo, de uma forma tocante, através das mãos, em linguagem de sinais. Uma grande amizade irá nascer e porque também não, um amor?


Coisas ruins não acontecem com as pessoas porque elas merecem. Não é assim que funciona. É só... a vida. E não importa quem somos, temos que lidar com a sorte que nos cabe, por mais terrível que ela possa ser, e tentar fazer o melhor para seguir em frente de qualquer modo, amar de qualquer modo, ter esperança de qualquer modo... ter fé de que há um propósito para a nossa jornada. E tentar acreditar que talvez mais luz brilha por trás daqueles que têm as maiores rachaduras". 

    O livro é muito tocante, adorei ter a oportunidade de ler sobre um casal que se comunica em linguagem de sinais. Ter um protagonista mudo foi uma experiência muito diferente e poucos escritores abordam esse tipo de situação que deveria ganhar mais espaço e ser mais explorada, sempre que possível. O livro também traz cenas bem quentes rsrs, então fiquei em dúvida na hora de classificá-lo, mas com certeza é para maiores de 16 anos haha. As cenas de sexo trazem um aspecto mais quente, e acontecem com bastante frequência no decorrer do livro. Acompanhar o amor de Bree e Archer nascer foi ótimo, uma leitura que mexe com nossos sentidos e que vai ficar na minha memória por bastante tempo! 


Sinopse:
Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Baseado na mitologia de Sagitário, A voz do arqueiro é uma história sobre o poder transformador do amor.

Bree Prescott quer deixar para trás seu passado de sofrimentos e precisa de um lugar para recomeçar. Quando chega à pequena Pelion, no estado do Maine, ela se encanta pela cidade e decide ficar.
Logo seu caminho se cruza com o de Archer Hale, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistérios esconde.
Alternando o ponto de vista dos dois personagens, Mia Sheridan fala de um amor que incendeia e transforma vidas. De um lado, a história de uma mulher presa à lembrança de uma noite terrível. Do outro, a trajetória de um homem que convive silenciosamente com uma ferida profunda.
Archer pode ser a chave para a libertação de Bree e ela, a mulher que o ajudará a encontrar a própria voz. Juntos, os dois lutam para esquecer as marcas da violência e compreender muito mais do que as palavras poderiam expressar.

Resenha : Todas as mulheres, de Fabrício Carpinejar


Livro: Todas as mulheres
 Autor (a): Fabrício Carpinejar
Editora: Bertrand Brasil / Gênero: Poesia / Poema
Páginas: 112 / Ano: 2015
Skoob

Oi oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje trago a resenha do livro Todas as Mulheres, de Fabrício Carpinejar. Lançado pela editora Bertrand Brasil, é um livro curto, pra se ler em uma tarde, com letras ótimas para serem lidas e páginas amareladas. 

Já li muitos livros do Carpinejar, mas desta vez a experiência foi em poesia, não em crônica, como é de costume do autor. Neste livro não vamos encontrar vários poemas, mas um único, um tipo de poema interligado. É quase uma biografia também, porque o autor nos traz vários elementos de sua vida e o poema é como se estivesse narrando sua morte e a imaginando - imaginando quais das mulheres de sua vida estarão chorando sua partida aos pés do caixão.


"Hoje escureci, para não amanhecer.
O oceano tem uma noite dentro de si
mais escura do que o céu.
Meu mar sem barcos e estrelas,
com os segredos desabitados ao fundo".


Nos poemas Carpinejar relata que tantas fizeram parte de sua vida, mas pouco sabe das que realmente se importarão e permanecerão com lágrimas nos olhos quando não o tiverem mais vivo. "Depois de tanto viver, quem será a minha viúva? e como ela vai sentir minha perda?" são estas as principais indagações que ele trará no livro. 


"Até pareço satisfeito e bonito.
Mas, de longe, todo morcego é um pássaro". 


Poemas que relatam a dor, de repente, de se ver morrendo sozinho. Quantos de nós não temos essa angústia? Será que realmente vou ser importante para alguém quando partir? Será que está pessoa estará ali, por mim, me velando, me olhando, sentindo a perda, pegando em minhas mãos, dando-me um último beijo na testa? E de palavra em palavra vamos acompanhando essas incertezas do autor, que com pensamentos suaves vai cavando sua própria cova. 


"Minha pequena, não se engane,
o rio somente corre lento para quem não está dentro.
Já nós, imersos na correnteza,
vivíamos apressados de afogamento".


Confesso que prefiro ler suas crônicas. A experiência em poesia não me fisgou muito. Foi um texto bem diferente, conseguimos observar muito de Carpinejar na escrita, mas achei tão melancólico, como se fosse realmente um adeus. Talvez este era o seu momento: de auto-reflexão, de deixar o sentimento real transparecer e isso ele o fez com muita propriedade. Prefiro, porém, suas crônicas. Mas te convido a conhecer também este lado do autor, para quem é fã, será um outro modo de ler Carpinejar. 


"Quem será a minha viúva,
a que alisará a minha escrivaninha
procurando por algum bilhete de despedida
ou a que porá a biblioteca abaixo em acesso de cólera?"



Sinopse:
Concebido como um poema de poemas interligados, Todas as Mulheres apresenta um dos mais verticais mergulhos íntimos da contemporânea literatura brasileira e marca também a volta de Fabrício Carpinejar à poesia como quem nunca tivesse partido, sem deixar de ser ao mesmo tempo novo na acepção mais poderosa do termo, o novo quando audácia. Entre tantas manifestações do feminino, Carpinejar redescobre nos amores vividos o primeiro, enquanto busca por aquele que será o último.

Resenha : Orange 5 - Todas as vidas serão protegidas?, de Ichigo Takano


Livro: Orange 5 - Todas as vidas serão protegidas?
 Autor (a): Ichigo Takano
Editora: JBC / Gênero: Mangá/ HQ
Páginas: 248 / Ano: 2015
Skoob
Este livro é o quinto de uma série de cinco livros


      Observação: Pode conter Spoilers dos primeiros livros da série.
Para ler a resenha do primeiro livro da série clique aqui >> Orange 1 <<
Para ler a resenha do segundo livro da série clique aqui >> Orange 2  <<
Para ler a resenha do terceiro livro da série clique aqui >> Orange 3  <<
Para ler a resenha do quarto livro da série clique aqui >> Orange 4  <<


     Olá gente! tudo bem? Hoje vou trazer a resenha do livro 5 e último livro da série Orange (todas as vidas serão protegidas?) da Ichigo Takano, publicado pela editora JBC.

     Neste livro, vamos acompanhar as dúvidas de nossos protagonistas. Será que com a ajuda das cartas e tudo o que vêm fazendo para mudarem o futuro conseguirão salvar Kakeru ou existe algo imutável em relação ao futuro?




Neste livro vamos acompanhar na visão de Kakeru tudo o que houve de errado e o que o incomodou desde a morte de sua irmã, para enfim entender o que o levou a pensar em tirar sua própria vida. Palavras que deveriam ter sido amigáveis por parte dos amigos e não foram, sentimentos que o acompanhavam a cada dia depois da morte da mãe... dessa forma conseguimos compreender o que sentimentos ruins causam na vida de alguém e como estes sentimentos podem modificar suas escolhas.

     Na carta enviada a Naho, sua "eu" do futuro a avisa de uma possível briga que terá com Kakeru, na véspera de ano novo e que depois dessa briga a amizade dos dois não volta ao normal, culminando por fim na morte de Kakeru sem que Naho pudesse fazer nada. Naho tenta ao máximo evitar esta briga no seu tempo de agora, mas nota que é possível. Percebe que certas coisas simplesmente acontecem, mesmo que as evite ao máximo. E depois dessa briga, Naho vai tentar fazer de tudo para se reaproximar de Kakeru e evitar que a distância resulte em sua vontade de tirar a vida.

Orange chega ao fim! buáaaaa! E eu adorei como terminou! O quinto livro foi bem emocionante e fofo, e reflexivo. Os seis amigos estão mais unidos do que nunca em um único propósito: salvar Kakeru, mesmo que isso modifique o futuro de todos para sempre. A vida do amigo vale mais do que qualquer consequência.
Super recomendo, para quem gosta de mangás e quadrinhos! Achei sutil, com uma mensagem mega importante: preste atenção aos sentimentos dos que estão ao redor. 


Sinopse:
Com a ajuda das cartas, Naho e seus amigos vêm agindo para poder salvar Kakeru. E depois do festival esportivo, todos ficam esperançosos ao ver o sorriso genuíno no rosto do amigo. Mas então, chega o dia da virada do ano, que a carta da Naho dizia que ocorreria uma briga tão feia com o Kakeru que os dois nunca mais voltariam a se falar direito, até Kakeru morrer em fevereiro Naho fará de tudo para evitar a briga, mas as coisas parecem indicar que existem passados imutáveis! Os dez anos e as vidas dos seis amigos serão protegidos? A pequena história fantástica chega ao seu emocionante fim.

Resenha : Trocando Olhares, de Florbela Espanca


Livro: Trocando Olhares
 Autor (a): Florbela Espanca
Editora: Martin Claret / Gênero: Poesia
Páginas: 152 / Ano: 2014
Skoob


Oi gente!!! Tudo bem? Hoje a resenha que trago para vocês é do livro Trocando Olhares, de Florbela Espanca, publicado pela editora Martin Claret 

Eu amo poesia! Sempre li, desde sempre. Vez ou outra acabo comprando um livro novo, só para deixar dentro da bolsa e ir lendo um poema ou outro durante o dia, quando surge aquela folguinha sabe? Ou quando preciso esperar por algo - livro dentro da minha bolsa é de lei. E este foi um dos livros que me acompanharam durante estes dias dentro da bolsa. Ele é curto e como é um livro de poesias dá pra se ler em uma, duas horas. Mas fiquei com ele dentro da bolsa por pelo menos duas semanas - lia todo dia dois ou três poemas antes de entrar no trabalho, o que devo confessar, dava uma paz tremenda. Gosto muito de ler poemas antes de iniciar o trabalho. Eles dão uma sensação de tranquilidade, palavras suaves te preparando para um dia corrido e cheio de expectativas. 



A Florbela tem poesia até no nome. É uma das minhas poetas favoritas. Não me canso de ler os poemas dela. Sempre volto e dou uma espiada, quando estou precisando ler algo mais leve e cheio de amor. Este livro trás uma coletânea de seus poemas mais doces e românticos, muito gostoso mesmo de ler. 
Já começa pela dedicatória, que a autora faz questão de ser em poema também:

"É só teu o meu livro; guarda-o bem;
Nele floresce o nosso casto amor
Nascido nesse dia em que o destino
Unio o teu olhar à minha dor!"
(Dedicatória)

Lindo né? Já na dedicatória a autora te mostra como vai ser leve e romântica a leitura. 

Outro trechinho do livro que gostei:

"A lembrança dos teus beijos
Inda na minh'alma existe,
Como um perfume perdido,
Nas folhas de um livro triste".
(Poema: Cantigas leva-as o vento...)

E os poemas são bem neste estilo, de um amor suave e tórrido, um amor que ora traz dor, ora alegria. Também há poemas à pátria - à Portugal, já que a autora é portuguesa. 
É um livro doce, para se guardar e reler sempre que possível. Aquele tipo de livro que não te cansa. E como cada poema é particular à cada pessoa, te convido a ler e interpretar, ler e sentir, ler e refletir - ou não. Poema refletido muitas vezes não faz sentido. Sentir, sentir está muito bom, a poesia muitas vezes só pede isso - que você sinta e nada mais.

Para quem quer ouvir um pouquinho dos poemas dela pela voz do Miguel Falabella, tá um vídeo que eu deixo rodando aqui em casa, quanto estou fazendo janta, ou limpando a casa... haha... pra ficar mais leve o labor:




Sinopse:
"Alma sonhadora, irmã gêmea da minha". Com palavras elogiosas, Fernando Pessoa escreveu um poema em memória a Florbela Espanca; a admiração de Pessoa é compreensível, afinal, sua conterrânea foi uma das maiores vozes da poesia portuguesa do século XX. Florbela desvela em seu lirismo toda paixão, angústia e decepções de uma mulher que viveu pelo Amor. Em Trocando Olhares temos certeza disso, pois a obra possui poemas declamatórios, ludibriantes, um caldeirão de sentimentos. O manuscrito publicado postumamente revela a evolução poética de Florbela e seu doce canto.

Correio!


Oi oi pessoal!
tudo bem?

 Chegou correio nessa semana passada, com livros que eu estava querendo SUPER!
Aproveitei uma promoção doida que estava tendo no site do Submarino hahah... aquela promoção que você compra três livros e eles saem por 10,00 reais cada? Então! Difícil resistir né?
E eu paguei à vista, daí eles acabaram saindo por 8,90 cada. 
Por Lugares Incríveis era um livro que estava na minha lista para compra faz tempo! Quase comprei ele na bienal do livro, mas estava vinte e poucos reais, acabei deixando quieto... e ainda bem, porque agora consegui por um preço bem bacana.

Também comprei uma camiseta do Harry Potter haha (prometi pra minha mãe que um dia sim, eu vou crescer - MAS NÃO VAI SER AGORA! HÁ!), e achei super linda. Comprei no Submarino também. Não vejo a hora de usar e tirar umas fotos legais com ela :)






E aí, o que acharam das minhas aquisições? Andaram também comprando muitos livros por esses dias?

Bjo, bjo!

Resenha: Orange 4, de Ichigo Takano


Livro: Orange 4 
 Autor (a): Ichigo Takano
Editora: JBC / Gênero: Mangá/ HQ
Páginas: 200 / Ano: 2015
Skoob
Este livro é o quarto de uma série de cinco livros


      Observação: Pode conter Spoilers dos primeiros livros da série.
Para ler a resenha do primeiro livro da série clique aqui >> Orange 1 <<
Para ler a resenha do segundo livro da série clique aqui >> Orange 2  <<
Para ler a resenha do terceiro livro da série clique aqui >> Orange 3  <<


     Olá gente! tudo bem? Hoje vou trazer a resenha do livro 4 da série Orange da Ichigo Takano, publicado pela editora JBC.

    Neste quarto livro da série Naho ainda está na batalha para fazer Kakeru feliz e impedir um futuro desastroso, na qual seu melhor amigo morre de forma a deixar dúvidas de que foi um suicídio planejado. 




    Descobre que além dela e de Suwa, seus outros três amigos: Takako, Azu e Hagita também estão recebendo cartas do futuro. Já que são amigos inseparáveis descobrem que daqui há dez anos ainda serão e que todos sentirão muito por descobrir a causa da morte de Kakeru e que poderiam ter feito mais pelo amigo para vê-lo feliz e mudar seu terrível destino. 

Naho se alegra em saber que agora pode falar abertamente com todos os seus amigos das cartas que vem recebendo sem ser taxada como lunática! hahah. E ter ajuda para lidar com todas estas informações sobre o Kakeru é ótimo. Juntos planejam a felicidade de Kakeru durante as gincanas que estão acontecendo no colégio e tudo parece estar no caminho certo.

Até Suwa saber que no seu futuro se casaria com Naho, e que seriam muito felizes. Mas Naho agora só tem olhos para Kakeru e se Suwa apoiar o amor que está nascendo tão forte entre os dois, talvez perca o seu final feliz com Naho. Será que algumas escolhas valem à pena, será que Suwa está disposto a abrir mão deste seu final feliz. 

    Agora eu preciso ler o último para saber o desfecho dessa série que está arrematando o meu coração! kkk... tchau, tô indo lá ler logo! hahahah - ansiosidade velocidade 200km por hora! haha :)


Sinopse:
As cartas do futuro também tinham sido enviadas para Takako, Azu e Hagita. E indo de encontro ao que a carta dizia, o grupo de amigos decide participar da corrida de revezamento na gincana junto com o Kakeru. Será que essa é a melhor escolha? Ela levará o Kakeru para um futuro mais feliz?

Lançamentos de Outubro - Editora Novo Conceito

Lançamentos Outubro Novo Conceito
No Mês das Crianças, a Novo Conceito vem com tudo para agradar o público jovem com seus lançamentos. A consagrada autora irlandesa Cecelia Ahern chega ao Brasil com seu primeiro YA. Christian Figueiredo, um dos youtubers mais adorados do país, está de volta com seu terceiro livro. E os fãs de aventuras de ficção e tecnologia irão se encantar com a parceria entre o escritor Renan Carvalho e o youtuber Italo Matheus, que transporta o jovem influenciador para dentro da internet em uma batalha contra um programa virtual ameaçador.

Imperfeitos Cecelia Ahern

Imperfeitos - Cecelia Ahern

 Lançamento: 03 Outubro 

Autora de best sellers como P.S. Eu te amo e Simplesmente acontece, Cecelia Ahern lança agora seu primeiro livro voltado para o público young adult. A protagonista Celestine vive em uma sociedade onde qualquer erro ou desvio moral é considerado imperdoável – quem quebra alguma regra está sujeito a receber na pele a marca de “imperfeito”, passando a viver marginalizado como um cidadão de segunda classe.
Celestine vive uma vida perfeita, e é adorada pelas pessoas ao seu redor. Mas, quando se vê diante de uma situação em que tem que decidir de forma instintiva, ela acaba quebrando uma regra. E, a partir deste momento, sua vida não será mais a mesma.
Livro Imperfeitos - Cecelia AhernAutora: Cecelia Ahern
Preço de capa: R$ 34,90
ISBN: 9788581636535
Gênero: Ficção/ Distopia
Selo: Novo Conceito
Páginas: 320

Livro Herois da internet - Renan Carvalho

Heróis da internet

Lançamento: 03 de Outubro

Renan Carvalho, o autor de Supernova, se une ao youtuber Italo Matheus, dono de um canal que soma um milhão de seguidores, para contar uma história fantástica onde Italo é o protagonista de uma aventura que se passa dentro da internet.
O youtuber é o líder de um grupo de nerds desajeitados que, no mundo virtual, se transformam em verdadeiros heróis. A missão deles é difícil: combater um programa que saiu do controle e aprisionou praticamente todas as crianças.
Livro Herois da InternetAutora: Renan Carvalho & Italo Matheus
Preço de capa: R$ 29,90
ISBN: 9788581634760
Gênero: Ficção / Infantojuvenil
Selo: Novas Páginas
Páginas: 192

Eu fico loko 3 - Christian Figueiredo

Eu fico loko 3

 Lançamento: 27 de Outubro 

Christian Figueiredo é, sem sombra de dúvida, um dos maiores nomes entre os youtubers brasileiros. Com o canal Eu fico loko, ele conquistou uma legião de 6 milhões de fãs que acompanham seus vídeos sobre as situações do cotidiano de um jovem. Em seus livros Eu fico loko e Eu fico loko 2 – ambos grandes sucessos editoriais –, ele contou as histórias de sua infância e adolescência. Agora mais maduro, Christian lança uma obra que traz relatos de sua vida pós-fama: o dia a dia de gravações, o relacionamento com os fãs, as viagens, os projetos para TV, cinema e teatro... Enfim, um prato cheio para quem quer saber como é ser um dos principais influenciadores digitais do país.
Livro Eu fico loko 3 Autora: Christian Figueiredo de Caldas
Preço de capa: R$ 29,90
ISBN: 9788581636399
Gênero: Não ficção/ Literatura Nacional
Selo: Novas Páginas
Páginas: 160


Assinatura

Resenha : Caixa de Pássaros - Não abra os olhos, de Josh Malerman


Livro: Caixa de Pássaros - Não abra os olhos
 Autor (a): Josh Malerman
Editora: Intrínseca / Gênero: Suspense / Drama / Terror
Páginas: 272 / Ano: 2015
Skoob

     Olá gente! Tudo bem? Hoje a resenha que trago é desse livro MEGA FODÁSTICO ULTRA POWER MARAVILHOSO - A Caixa de Pássaros, romance de estreia de Josh Malerman - e puts, que estreia!!! já quero ler tudo que esse cara publicar hahah. O livro foi publicado pela Intrínseca e diferente de alguns livros da editora que tem as letras bem pequenas e apertadas, este livro está com letras ótimas de serem lidas, capítulos curtos que dão dinâmica à leitura, tipo: tudo lindo! Amei tudo! ahaha.


O homem é a criatura que ele teme. 


     Alguma coisa de errada está acontecendo no mundo. Mas Melorie não quer acreditar. Mortes aleatórias estão sendo noticiadas pelos jornais, mas para Melorie esse burburinho é apenas mais uma forma da impressa ganhar dinheiro com notícias sensacionalistas.

As mortes aumentam. E não são mortes naturais. Pelo que foi relatado as pessoas estão vendo alguma coisa (um ser extraterrestre? uma coisa de outra dimensão? uma criatura?) não se sabe ao certo - o que se sabe é que quando um ser humano enxerga uma destas "criaturas" uma válvula é acionada na mente, despertando seu lado mais violento, matando os que estão ao redor e causando suicídio logo em seguida. E os suicídios são tão violentos e acontecem com as pessoas mais improváveis que Malorie começa a perceber que realmente algo está acontecendo de errado. Com medo, sua irmã sugere que agora fiquem somente dentro de casa, até que tudo lá fora se acalme. Shannon, irmã de Melorie cobre as janelas com cobertores. O mundo lá fora não é seguro. Não olhe através das janelas. Não olhe!

Quando Melorie encontra a irmã morta no banheiro de sua casa e vê a janela ligeiramente aberta, descoberta pelo cobertor, se vê em pânico. As criaturas estão ali, estão em volta de sua casa, estão por toda parte, levaram sua irmã, Malorie já não consegue contato com ninguém, nem com seus pais, Malorie está sozinha, Malorie não pode olhar através da janela, e Malorie ainda está grávida! Não poderá fazer nem um funeral para sua irmã adequado. Nenhum lugar funciona na cidade, no estado, no mundo. As pessoas estão enclausuradas dentro de suas próprias casas. Como pássaros engaiolados. Malorie tenta se lembrar de um artigo que viu no jornal pela manhã - sim, há uma casa. Uma casa oferecendo abrigo para quem quiser um lugar seguro e não fica longe. Malorie resolve dirigir até a casa e pedir abrigo. No caminho encontra uma cidade deserta, consegue chegar a casa e de olhos fechados sai do carro e toca a campainha. Os residentes de início ficam assustados, mas liberam a entrada de Melorie e lhe explicam que, de agora em diante Melorie não sairá mais da casa sem cobrir os olhos. Que todos ali são sobreviventes buscando alternativas. Que o mundo realmente virou do avesso e que a única certeza é de que ninguém está imune: essas criaturas que estão soltas lá foram tem um poder enorme e despertam o lado mais cruel no ser humano. São incompreensíveis e até agora ninguém sabe o que são e como lidar com elas. 


- Você deve cegar os bebês - disse. - No instante que nascerem. 


O livro vai alternando entre passado e presente. Mostra Malorie saindo de casa com duas crianças, de olhos vendados à procura de um lugar melhor. Mas você só entende o porque dessa fuga no decorrer do livro, já que alterna a vida de Malorie agora, com as duas crianças, seus filhos, e sua vida logo ao entrar na casa com o restante dos sobreviventes, quatro anos antes. O treinamento que Malorie deu aos filhos para que nunca abrissem os olhos fora de casa, os treinamentos para que ouçam sons estranhos, a agonia de ter que fazer tudo de olhos vendados te sufoca a cada página. Em cada capítulo o medo está ali, na espreita, sussurrando algo de medonho no nosso ouvido. 


Você está salvando a vida deles para que tenham uma vida que não vale à pena. 


     Esse livro me arrebatou! sério! vou ficar com uma ressaca tremenda agora depois de lê-lo! Meu, que viagem! eu adorei demais! e olha que terror não é meu gênero favorito. Suspense eu gosto muito, mas esse tem uma pegada mais de terror mesmo, sabe? FANTÁSTICO! Essa resenha que eu fiz não faz jus à grandiosidade desse thrilher. Recomendo demais a leitura, porque diferente dos protagonistas de a Caixa de Pássaros que precisam fechar os olhos para o desconhecido, neste livro você não fechará os olhos até que tenha a última página lida! 



Sinopse:
Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. 
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.