Resenha : Caixa de Pássaros - Não abra os olhos, de Josh Malerman


Livro: Caixa de Pássaros - Não abra os olhos
 Autor (a): Josh Malerman
Editora: Intrínseca / Gênero: Suspense / Drama / Terror
Páginas: 272 / Ano: 2015
Skoob

     Olá gente! Tudo bem? Hoje a resenha que trago é desse livro MEGA FODÁSTICO ULTRA POWER MARAVILHOSO - A Caixa de Pássaros, romance de estreia de Josh Malerman - e puts, que estreia!!! já quero ler tudo que esse cara publicar hahah. O livro foi publicado pela Intrínseca e diferente de alguns livros da editora que tem as letras bem pequenas e apertadas, este livro está com letras ótimas de serem lidas, capítulos curtos que dão dinâmica à leitura, tipo: tudo lindo! Amei tudo! ahaha.


O homem é a criatura que ele teme. 


     Alguma coisa de errada está acontecendo no mundo. Mas Melorie não quer acreditar. Mortes aleatórias estão sendo noticiadas pelos jornais, mas para Melorie esse burburinho é apenas mais uma forma da impressa ganhar dinheiro com notícias sensacionalistas.

As mortes aumentam. E não são mortes naturais. Pelo que foi relatado as pessoas estão vendo alguma coisa (um ser extraterrestre? uma coisa de outra dimensão? uma criatura?) não se sabe ao certo - o que se sabe é que quando um ser humano enxerga uma destas "criaturas" uma válvula é acionada na mente, despertando seu lado mais violento, matando os que estão ao redor e causando suicídio logo em seguida. E os suicídios são tão violentos e acontecem com as pessoas mais improváveis que Malorie começa a perceber que realmente algo está acontecendo de errado. Com medo, sua irmã sugere que agora fiquem somente dentro de casa, até que tudo lá fora se acalme. Shannon, irmã de Melorie cobre as janelas com cobertores. O mundo lá fora não é seguro. Não olhe através das janelas. Não olhe!

Quando Melorie encontra a irmã morta no banheiro de sua casa e vê a janela ligeiramente aberta, descoberta pelo cobertor, se vê em pânico. As criaturas estão ali, estão em volta de sua casa, estão por toda parte, levaram sua irmã, Malorie já não consegue contato com ninguém, nem com seus pais, Malorie está sozinha, Malorie não pode olhar através da janela, e Malorie ainda está grávida! Não poderá fazer nem um funeral para sua irmã adequado. Nenhum lugar funciona na cidade, no estado, no mundo. As pessoas estão enclausuradas dentro de suas próprias casas. Como pássaros engaiolados. Malorie tenta se lembrar de um artigo que viu no jornal pela manhã - sim, há uma casa. Uma casa oferecendo abrigo para quem quiser um lugar seguro e não fica longe. Malorie resolve dirigir até a casa e pedir abrigo. No caminho encontra uma cidade deserta, consegue chegar a casa e de olhos fechados sai do carro e toca a campainha. Os residentes de início ficam assustados, mas liberam a entrada de Melorie e lhe explicam que, de agora em diante Melorie não sairá mais da casa sem cobrir os olhos. Que todos ali são sobreviventes buscando alternativas. Que o mundo realmente virou do avesso e que a única certeza é de que ninguém está imune: essas criaturas que estão soltas lá foram tem um poder enorme e despertam o lado mais cruel no ser humano. São incompreensíveis e até agora ninguém sabe o que são e como lidar com elas. 


- Você deve cegar os bebês - disse. - No instante que nascerem. 


O livro vai alternando entre passado e presente. Mostra Malorie saindo de casa com duas crianças, de olhos vendados à procura de um lugar melhor. Mas você só entende o porque dessa fuga no decorrer do livro, já que alterna a vida de Malorie agora, com as duas crianças, seus filhos, e sua vida logo ao entrar na casa com o restante dos sobreviventes, quatro anos antes. O treinamento que Malorie deu aos filhos para que nunca abrissem os olhos fora de casa, os treinamentos para que ouçam sons estranhos, a agonia de ter que fazer tudo de olhos vendados te sufoca a cada página. Em cada capítulo o medo está ali, na espreita, sussurrando algo de medonho no nosso ouvido. 


Você está salvando a vida deles para que tenham uma vida que não vale à pena. 


     Esse livro me arrebatou! sério! vou ficar com uma ressaca tremenda agora depois de lê-lo! Meu, que viagem! eu adorei demais! e olha que terror não é meu gênero favorito. Suspense eu gosto muito, mas esse tem uma pegada mais de terror mesmo, sabe? FANTÁSTICO! Essa resenha que eu fiz não faz jus à grandiosidade desse thrilher. Recomendo demais a leitura, porque diferente dos protagonistas de a Caixa de Pássaros que precisam fechar os olhos para o desconhecido, neste livro você não fechará os olhos até que tenha a última página lida! 



Sinopse:
Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. 
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.


:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário