Resenha : Orange 1 - A carta que um dia eu escrevi, de Ichigo Takano


Livro: Orange 1 - A carta que um dia eu escrevi
 Autor (a): Ichigo Takano
Editora: JBC / Gênero: Mangá / HQ
Páginas: 224 / Ano: 2015
Skoob
Livro 1

    Olá gente! tudo bem? A resenha que trago hoje para vocês é minha primeira experiência de leitura no mundo dos mangás! e adivinha - eu adorei! hahah... devia ter descoberto antes essa minha paixão, mas tudo bem, ainda dá tempo de comprar livros do gênero hahah. A resenha é do primeiro livro da série Orange - A carta que um dia eu escrevi, de autoria de Ichigo Takano, publicado pela editora JBC. Já tenho o restante da série, que são cinco livros.

 


     Eu já li muita história em quadrinhos na vida, mas mangá essa foi a primeira vez. E o livro em Mangá tem algo de curioso: ele é ao contrário. Quer dizer, ao contrário para nós, mas para os orientais a forma correta de se ler um gibi é da direita para a esquerda. Então você começa a ler o gibi do final. Muito louco né? Ótimo exercício para o cérebro amiguinhos. Pensa que é moleza? é nãoooo!!! hahah.


Bom, brincadeiras à parte, Orange narra a história de Naho, uma garota de 16 anos que recebe uma carta dela mesma, mas do futuro. Naho recebe uma carta da Naho do futuro que tem 26 anos, exatamente 10 anos á frente. E de inicio Naho pensa que só pode estar maluca. Como é possível? Uma carta do futuro? Esse negócio num tá certo nãooo! Mas resolve ler a carta mesmo assim. E fica assustada quando cada acontecimento narrado na carta realmente acontece. A carta diz que vai entrar um garoto novo na turma. Que Naho precisa ser amiga dele e ajudá-lo. Que Naho precisa fazer tudo direito desta vez para não ficar cheia de arrependimentos quando se tornar mais velha. Naho fica mega assustada, imagina você, receber uma carta de você mesmo, seu eu do futuro? Mas o que Naho pode fazer se está recebendo as cartas e não pode impedi-las? E porque não seguir os conselhos da Naho mais velha se tudo o que está sendo dito nas cartas realmente acontece?

     Naho então resolve fazer algumas coisas diferentes e seguir os conselhos da carta. O garoto novo chamado Kakeru será o principal prejudicado caso Naho não consiga mudar seu destino. E pequenas mudanças no hoje começam a mostrar que é possível mudar o destino de alguém para melhor. O que Naho não entende é porque Kakeru não estará em seu futuro, já que a carta não explica direito. E para Kakeru estar Naho precisa prestar atenção no amigo e cuidar da amizade que vai nascer entre os dois. 

     Esse Mangá é mega simples gente, mas é muito fofo. Gostei demais da história. Fala de uma forma bem leve sobre depressão, angústias, suicídio, sobre o poder da amizade na vida das pessoas, e como devemos prestar atenção aos que estão próximos da gente, cuidar dos sentimentos das pessoas, observar. É um livro que você lê rapidinho, levei uns 40 min, desenhos super lindos e muito sensível. No final também tem uma outra historinha menor em mangá também, que continua nos livros seguintes. Adorei a experiência, com certeza vou comprar outras séries em Mangá, porque me apaixonei! :)


Sinopse:
Na primavera do segundo ano do colégio, chega uma carta vinda de dez anos no futuro. Nela, estava contido o desejo da Naho de 26 anos para a Naho de 16 anos, dizendo para ela não passar pelos mesmos arrependimentos que eu passei. E a Naho adolescente vai descobrir que o arrependimento é em relação ao Kakeru Naruse, o aluno novo que é transferido de Tóquio e o motivo da Naho adulta ter escrito a carta!
:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário