Resenha : A vida privada das árvores, de Alejandro Zambra


Livro: A vida privada das árvores
 Autor (a): Alejandro Zambra
Editora: Cosac Naify / Gênero: Romance Chileno
Páginas: 96 / Ano: 2013
Skoob

     Oi Gente! Hoje trago para vocês a resenha do livro A vida privada das árvores, do chileno Alejandro Zambra, publicado pela editora Cosac Naify. Devo primeiramente destacar que a edição está linda, a capa tem linhas em relevo, páginas amareladas e letras ótimas para leitura! Adoro livros que tem atrativos visuais rsrs.

     A compra deste livro se deu a muitas publicações de amigos estarem me perseguindo. Todo dia eu via alguém falando algo dos livros do Alejandro Zambra no Instagram. Então de tanto insistir, o Zambra me pegou de jeito e disse assim: "e ai, vai demorar quanto tempo ainda pra ler um livro meu?". Sendo assim, resolvi matar a curiosidade comprando dois livros: este que trago resenha e também "Formas de voltar para casa" que ainda não li. 

 A história, de poucas páginas nos trás a aflição de Júlian, que espera a volta de sua esposa para casa. Verónica saiu para sua aula de desenho e ainda não retornou. A filha de Verônica e enteada de Júlian aguarda a mãe para então ir se deitar. Mas a mãe não chega. E entre conversas e histórias, um álamo e um baobá, à noite, quando ninguém está vendo, conversam sobre variados assuntos: fotossíntese, esquilos, tatuagem na casca (tatuagens estas ganhadas por vândalos) e da alegria de não serem pessoas, animais ou blocos de cimento. Da alegria de serem árvores. É desta forma que Júlian tenta distrair Daniela, sua enteada, enquanto sua mãe não chega - lhe contando histórias de árvores. De sua vida privada, quando não tem ninguém observando. Ou será que Júlian na verdade queria distrair a si mesmo? Porque já passa da meia noite e nada de Verônica retornar. 


Não foi fácil construir essa família. Foi preciso esquecer os amigos e inventar novos amigos. Foi preciso dedicar-se ao avançar, com antolhos, através da multidão, vencendo rios de perguntas incômodas, procurando uma trilha ou um atalho que levasse a um futuro sem felicidade e sem pobreza. 

     A ausência nos faz pensar besteira. A ausência cria um amante para Verónica. Cria um acidente. Uma morte, um sumiço. Tudo para não justificar o retorno imediato para casa. E Júlian pensa em seu passado, em um amor não resolvido, no casamento despedaçado de Verónica em tão curto espaço de tempo. No encontro dos dois. Fleches de seu passado pipocam enquanto Verónica não chega. E a tortura e a esperança te prende, assim como a Júlian até o final do livro. Afinal, Verónica volta ou não? 


Verónica é uma mulher que não chega, Karla é uma mulher que não estava.


     Bom, ler este livro foi uma grata surpresa - porque foi bem diferente do que eu imaginava que seria. Também digo que esperava um pouquinho mais da leitura (por favor amantes de Zambra, não me julguem!). É que eu acho que botei muita expectativa na leitura, sabe como é? Então. 

     Mas curti viu? Curti sim. Pretendo ler outros livros do autor, para ver se eu viro fã também. A perspectiva de uma história em aberto que desperta nossa imaginação também pra mim foi um ponto positivo. Espero apreciar mais o próximo livro que lerei do autor, crente que conseguirei também me deslumbrar com o Zambra, assim como seus leitores fiéis. 


Sinopse:
Segundo livro do escritor chileno Alejandro Zambra, 'A vida privada das árvores' é a história de uma espera. Julián, um professor de literatura e aspirante a escritor, aguarda a chegada de Verónica, sua mulher. Mas ela não chega e a espera se alonga. Junto com a enteada, a pequena Daniela, Julián distrai as horas contando histórias de árvores para a menina. Enquanto a mulher não chega, Julián recompõe na memória seu passado e, na imaginação, inventa um futuro possível no qual sua companheira já não existe.

2 comentários:

  1. Esse livro é muito interessante. E realmente, quando paramos para imaginar, tentamos simular várias justificativas para tal coisa, ou tentamos até imaginar um futuro diferente. Gostei da mensagem que o livro nos trás, isso ajuda a pensarmos mais no futuro, o que queremos realmente para o nosso futuro? Será que estamos realizando as coisas certas para alcançar nossos objetivos futuros? Será que pensamos no que podemos mudar e fazer diferente? A ideia principal que tive deste livro, é que temos que pensar em relação a esses questionamentos, antes de tomar atitudes. Para não haver muitos arrependimentos.

    Beijinhos
    www.aninhasouzah.com

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é muito interessante. E realmente, quando paramos para imaginar, tentamos simular várias justificativas para tal coisa, ou tentamos até imaginar um futuro diferente. Gostei da mensagem que o livro nos trás, isso ajuda a pensarmos mais no futuro, o que queremos realmente para o nosso futuro? Será que estamos realizando as coisas certas para alcançar nossos objetivos futuros? Será que pensamos no que podemos mudar e fazer diferente? A ideia principal que tive deste livro, é que temos que pensar em relação a esses questionamentos, antes de tomar atitudes. Para não haver muitos arrependimentos.

    Beijinhos
    www.aninhasouzah.com

    ResponderExcluir
:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk