Resenha : A Voz do Arqueiro, de Mia Sheridan


Livro: A Voz do Arqueiro
 Autor (a): Mia Sheridan
Editora: Arqueiro / Gênero: Romance
Páginas: 336 / Ano: 2015
Série - Signos do amor 1
+ de 16 anos
Skoob


     Olá pessoal! Tudo bem? Hoje a resenha é desse livro quente e ao mesmo tempo doce - A Voz do Arqueiro, de Mia Sheridan, publicado pela editora Arqueiro. O livro é primeiro de uma série intitulada os Signos do Amor. Achei bem interessante essa vertente utilizada pela autora.


     Bom, o livro nos trás a história de Bree Prescott e Archer Hale. Ele é narrado em primeira pessoa, alternando pensamentos de cada personagem. Os capítulos são divididos por narração de Bree em certos momentos, e de Archer em outros. Gosto quando livros trazem pontos de vista dos dois personagens, e autora explorou muito bem essa forma de narrativa. 

     Bree está fugindo. Na cidade onde mora já não consegue mais ficar, após ter pedido seu pai de uma forma trágica e como sua mãe faleceu quando ainda era muito pequena, não vê outra saída para esquecer tudo a não ser fugir e se estabelecer em outra cidade, para acalmar o coração. Mas não é somente disso que Bree foge. Coisas ruins aconteceram e flash e pesadelos insistem em atormentá-la a cada manhã.

É na cidade de Pelion que Bree resolve se estabelecer temporariamente. Aluga um pequeno chalé mais afastado e logo faz amizade com uma vizinha muita simpática já com certa idade que a ajuda a se enturmar na cidade. Bree logo consegue um emprego em um restaurante e vê a possibilidade de se manter com o dinheiro e as gorjetas que recebe. Mas Pelion é uma cidade pequena e logo Bree começa a ouvir fofocas dos moradores do local. E também de uma possível mudança e novas construções nas terras mais calmas, com o intuito de motivar o comércio da cidade, o que não está agradando em nada os moradores locais. 

     Bree também conhece um cara estranho, todo cabeludo e de barba grande que a ajuda a recolher alguns itens de farmácia que deixa cair quando voltava para casa do trabalho. Apesar de agradecer o estranho e de tentar travar uma conversa com o mesmo, Bree nada recebe de volta em resposta. E ao conversar com sua chefe do restaurante sobre o estranho, descobre que se trata de Archer Hale, considerado por todos uma sombra - para todos na cidade ele deve ter sérios problemas e ainda por cima é surdo, não fala. 



Tento acreditar que algo bonito pode resultar de algo feio, e que chegará o momento em que conseguirei ver o que é. Você me ajudou a ver minha própria imagem, Archer. Deixe que eu o ajude a ver a sua". 


Bree fica com aquela história na cabeça e ao passear pelas terras perto de seu chalé, descobre que Archer mora relativamente perto do rio, assim como ela. Então resolve fazer amizade. Bree tinha o pai surdo, sabe da linguagem de sinais, poderia tentar se comunicar com Archer e fazê-lo se sentir melhor, acolhido onde mora. Bree sabe bem a dificuldade de ser incompreendido, sentiu na pele com o pai o preconceito das pessoas em volta. Archer de início ficou confuso. Ninguém na cidade tentou algum dia se aproximar dele. Quanto mais se comunicar. Quando Bree se torna insistente, Archer resolve baixar a guardar e deixar que essa estranha entre em sua vida. Bree descobre que Archer não é surdo, apenas mudo, devido um acidente que envolveu sua família quando Archer ainda tinha sete anos. O acidente deixou uma cicatriz em seu pescoço, por isso deixa a barba sem fazer. Mas não só no pescoço, Archer tem várias cicatrizes na alma. E Bree tentará ajudá-lo, de uma forma tocante, através das mãos, em linguagem de sinais. Uma grande amizade irá nascer e porque também não, um amor?


Coisas ruins não acontecem com as pessoas porque elas merecem. Não é assim que funciona. É só... a vida. E não importa quem somos, temos que lidar com a sorte que nos cabe, por mais terrível que ela possa ser, e tentar fazer o melhor para seguir em frente de qualquer modo, amar de qualquer modo, ter esperança de qualquer modo... ter fé de que há um propósito para a nossa jornada. E tentar acreditar que talvez mais luz brilha por trás daqueles que têm as maiores rachaduras". 

    O livro é muito tocante, adorei ter a oportunidade de ler sobre um casal que se comunica em linguagem de sinais. Ter um protagonista mudo foi uma experiência muito diferente e poucos escritores abordam esse tipo de situação que deveria ganhar mais espaço e ser mais explorada, sempre que possível. O livro também traz cenas bem quentes rsrs, então fiquei em dúvida na hora de classificá-lo, mas com certeza é para maiores de 16 anos haha. As cenas de sexo trazem um aspecto mais quente, e acontecem com bastante frequência no decorrer do livro. Acompanhar o amor de Bree e Archer nascer foi ótimo, uma leitura que mexe com nossos sentidos e que vai ficar na minha memória por bastante tempo! 


Sinopse:
Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Baseado na mitologia de Sagitário, A voz do arqueiro é uma história sobre o poder transformador do amor.

Bree Prescott quer deixar para trás seu passado de sofrimentos e precisa de um lugar para recomeçar. Quando chega à pequena Pelion, no estado do Maine, ela se encanta pela cidade e decide ficar.
Logo seu caminho se cruza com o de Archer Hale, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistérios esconde.
Alternando o ponto de vista dos dois personagens, Mia Sheridan fala de um amor que incendeia e transforma vidas. De um lado, a história de uma mulher presa à lembrança de uma noite terrível. Do outro, a trajetória de um homem que convive silenciosamente com uma ferida profunda.
Archer pode ser a chave para a libertação de Bree e ela, a mulher que o ajudará a encontrar a própria voz. Juntos, os dois lutam para esquecer as marcas da violência e compreender muito mais do que as palavras poderiam expressar.

3 comentários:

  1. Nomeie-te para a Tag: de tudo um pouco! Espero que gostes! Estou seguindo o teu blog!

    Beijinhos
    http://www.aninhasouzah.com/2016/10/tag-de-tudo-um-pouco.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ha, legal, obrigada Ana! bjos!

      Excluir
    2. Ha, legal, obrigada Ana! bjos!

      Excluir
:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk