Resenha : Caprichos e relaxos, de Paulo Leminski


Livro: Caprichos & relaxos
 Autor (a): Paulo Leminski
Editora: Companhia das Letras / Gênero: Poesia
Páginas: 2016 / Ano: 160
Skoob


     Olá galerinha do bem! Tudo bem com vocês? Vamos de poesia hoje? Amoo demais! A resenha de hoje é do livro Caprichos e Relaxos, de Paulo Leminski, publicado pela editora Companhia das Letras.




     O livro é todo lindo, sou mega fã do Paulo Leminski e neste livro encontrei poemas que fizeram parte da minha infância - quem aí assistia a Castelo Rá-tim-bum vai saber do que estou falando: eles sempre citavam um autor famoso nos episódios, ou um quadro famoso, e a poesia do Leminski foi escolhida mais de uma vez para ser lida pelo Nino, Pedro, Bia e Zequinha. 

     Os dois poemas que ficaram famosos no Castelo Rá-tim-bum e que vão ficar pra sempre na minha memória estão nesse livro. Na hora que bati o olho neles me veio um gosto de infância na boca! Tão mágico, tão legal! Por isso valorizo demais esses programas educativos na tv, este era um exemplo maravilhoso de um ótimo programa infantil, que instruía acima de tudo.

     Os poemas são: Minha mãe dizia e Aqui. Vou postar vídeos deles aqui pra vocês e quem era fã do programa vai lembrar na hora hahah e vai se sentir pequenino outra vez, assim como eu me senti:







     Os poemas do Leminski são muito lúdicos, curtos, impactantes. Eu amo os poemas dele e este livro é ótimo - tem seus poemas que mais gosto, tem imagens, está lindo demais, e gente, cabe na bolsa, dá pra levar pra todo lugar. Adorei essa experiência, fazia tempo que eu queria comprar um livro dele, pois acabo lendo alguns poemas apenas na internet. 

     Fazer resenha de poesia é muito subjetivo. Eu gosto demais desse autor, e te convido a conhecer um pouco dele também. É muito bom esse livro, muito gostoso de ler. 





Sinopse:
Quando Paulo Leminski lançou sua primeira obra poética por uma editora comercial, a crítica Leyla Perrone-Moisés lhe dedicou um texto elogioso em que o chamava de “Samurai malandro”, por conjugar uma precisão oriental e um jogo de cintura tropical. O livro era Caprichos e relaxos, de 1983.
Depois do sucesso de Toda poesia, primeiro livro do gênero a assumir o primeiro lugar nas listas brasileiras com mais de 100 mil exemplares vendidos, a Companhia relança esse clássico do polaco que conquistou leitores de todo o Brasil. O melhor da poesia pop agora é portátil.
:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário