Resenha : E viveram felizes para sempre, de Julia Quinn


Livro: E viveram felizes para sempre
 Autor (a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro / Gênero: Romance de Época
Páginas: 2016 / Ano: 256
Skoob

     E viveram felizes para sempre. Que frase linda. Que frase mais tudo. Nada como viver feliz para sempre! *---* E aí galera, tudo bem? Hoje a resenha que trago é desse livro que conquistou por completo meu coração - ainda tá muito cedo para afirmar, mas acho que será uma das melhores leituras de 2017! Julia Quinn arrasou nesse livro, fechou com chave de ouro a história de uma das famílias que mais adorei acompanhar, os Bridgertons. As edições de cada livro publicadas pela editora Arqueiro são lindas, amo cada capa, de cada livro. Este é o nono livro da série e nos deixa ainda mais apaixonados pela história dessa família amorosa, cheia de opiniões próprias e muito, muito singular. 


     Para quem gostou da série, este livro é obrigatório. A autora foi extremamente sensível neste livro, nos dando um saborzinho a mais de cada protagonista, nos presenteando com um novo epílogo (em torno de umas 15 páginas mais ou menos) de cada livro. Reunindo 8 epílogos e também um capítulo da nossa querida matriarca, Violet Bridgerton, Julia Quinn me deixou com lágrimas nos olhos, sorriso nos lábios e com uma leveza no peito ao terminar a leitura.

Essa autora tem o poder de nos fazer alcançar os sentimentos mais extremos. Eu me diverti demais ao acompanhar mais uma batalha dos irmãos em um jogo de Pall Mall, chorei ao acompanhar a doçura do casamento amadurecido de cada filho, das concessões que devemos fazer, das aflições que passamos, uma leitura muito humana e muito tocante. Neste livro também vamos ter algumas respostas de dúvidas que ficaram no ar, nos livros anteriores: será que Hyacinth encontra as jóias desaparecidas na casa de seus sogros? como Lucy lidou com o nascimento de 9 filhos? será que todos eles tiveram filhos e será que Violet guarda arrependimentos?



- Srta. Ledger, gostaria de dançar? - Ela se virou e olhou para ele. E era verdade, percebeu: não ia conseguir desviar o olhar. Não do roso deles, não da vida que se estendia à sua frente, tão perfeita e maravilhosa como aquela torta de amora de tantos anos antes. Ela pegou a mão dele, e pareceu uma promessa. - Não há nada que eu gostaria mais de fazer

     Foi um livro para não botar defeito. Li em dois dias, de tanto que amei, eu devorei! Senti uma paz tão grande ao terminar a leitura! Realmente admirei o jeito como a autora conduziu a história, como contou com tanto cuidado e zelo sobre Violet, uma das minhas preferidas e que me fez ver que a felicidade pode estar em muito pouco e que não devemos aceitar nada pela metade só para preencher lacunas que a sociedade imagina que devamos preencher. EU AMEI ESSE LIVRO, APAIXONADA DEMAIS! Super recomendo toda a série da família Bridgerton! Tenho até medo de fazer resenhas de livro que gosto muito, porque fico tão empolgada falando que gostei muito que deixo às vezes de mostrar o "porque" gostei. E neste livro não é diferente. Eu poderia ficar aqui horas e horas dizendo das partes sensíveis e lindas que li nestas linhas, mas esse foi um sentimento tão meu, é tão da gente amar ou não amar um livro! E este realmente me deixou nas nuvens. O amor e o cuidado com que a autora escreveu o romance desta família é evidente. E esse amor é transmitido pra gente, quando a gente lê. E a gente se reconhece, quando também possuímos uma família amorosa, que é exatamente assim: todos se provocando, mas se amando e se amando muito! Um livro belíssimo! Há várias formas de se "viver feliz para sempre". Julia Quinn descreveu para mim, uma das melhores formas. 



Sinopse: 
Alguns finais são apenas o começo...

Era uma vez uma família criada por uma autora de romances históricos...

Mas não era uma família comum. Oito irmãos e irmãs, seus maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma irresistível matriarca. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma força da natureza.

Ao longo de oito romances que foram sucesso de vendas, os leitores riram, choraram e se apaixonaram. Só que eles queriam mais. Então começaram a questionar a autora: O que aconteceu depois? Simon leu as cartas deixadas pelo pai? Francesca e Michael tiveram filhos? O que foi feito dos terríveis enteados de Eloise? Hyacinth finalmente encontrou os diamantes?

A última página de um livro realmente tem que ser o fim da história? Julia Quinn acha que não e, em E viveram felizes para sempre, oferece oito epílogos extras, todos sensuais, engraçados e reconfortantes, e responde aos anseios dos leitores trazendo, ainda, um drama inesperado, um final feliz para um personagem muito merecedor e um delicioso conto no qual ficamos conhecendo melhor ninguém menos que a sábia e espirituosa matriarca Violet Bridgerton.
Veja como tudo começou e descubra o que veio depois do fim desta série que encantou leitores no mundo inteiro.
:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário