Resenha : O Livro Selvagem, Juan Villoro


Livro: O livro Selvagem
 Autor (a): Juan Villoro
Editora: Seguinte / Gênero: Fantasia / Ficção
Páginas: 192 / Ano: 2011
Skoob

     Olá gente linda! Tudo bem? Hoje a resenha que trago é do livro de Juan Villoro, publicado pela editora Seguinte (selo da Companhia das Letras) chamado O livro Selvagem. Li esse livro por indicação, tinha visto resenha dele no instagram de uma pessoa que sigo e me apaixonei à primeira vista por essa capa. Pensei comigo mesmo que eu tinha que ler esse livro, só pela capa. 


     Para minha grande alegria digo que: AINDA BEM QUE LI ESSE LIVRO. Me apaixonei pela história e pelos personagens. Sem contar que a história gira em torno de livros e de uma grande biblioteca, então para quem ama livros este livro aqui é uma ótima pedida!


- Para conseguir viver bem com alguém, é preciso saber que problemas a pessoa pode causar. Ninguém é perfeito. Se você aceita esses problemas, vai se dar bem com o outro. 

     Bem, nele vamos conhecer nosso protagonista, o Juanito, ou Juan que está passando por uma crise familiar: os pais estão se separando. Sua mãe precisa de um tempo para colocar as coisas em ordem, para entender sua vida, para esfriar a cabeça e como as férias das crianças se aproximam, decide deixar o Juan na casa de um tio e a irmã mais nova de Juan na casa de uma amiga. De início Juan não sabe o que é pior: seus pais se separando ou passar as férias de verão na casa desse tio doido que vive com a cabeça enfurnada nos livros e tem pelos que crescem para fora do nariz. 


Também odiei saber que meu pai ia construir uma ponte lá. Seria uma ponte que se levantava para os barcos passarem, com certeza. Essa era sua especialidade. Eu preferia as pontes que não se separavam e que continuavam firmes e fixas, ligando as duas margens. 


    Tio Tito, essa figuraça que eu amei demais conhecer nesta leitura, acolhe Juan em sua casa cheia de labirintos e livros - livros por toda a parte. Há muitas teias de aranhas também, mas Tito relata que não se incomoda, já que as aranhas são muito amigas, pois comem as moscas que fazem barulhos e atrapalham a leitura. 


- Sua biblioteca tem fantasmas? - Vamos com calma, sobrinho. Ao longo de muitos anos felizes, aprendi que cada livro tem um espírito. Esse espírito procura o seu leitor. Seu leitor preferido, ideal, absoluto [...] Os livros não querem ser lidos por qualquer pessoa, mas sim pelas melhores, por isso procuram seus leitores. 

     Tito é um amante de livros. Ele fez de sua casa uma imensa biblioteca. E nela Juan pode encontrar os mais bizarros dos livros já existentes na terra. Acho que todos os livros do mundo tem uma edição presente ali naquela casa. É muito, muito livro! E Juan se interessa por algumas leituras, conversa com o tio sobre seus interesses, que são basicamente por aranhas, já que tem um livro que fala delas, e o tio aposta na evolução literária nata do sobrinho para que juntos encontrem o Livro Selvagem. 


     Segundo o tio, os livros se movimentam. Os livros procuram seus leitores. Os livros não querem ser lidos por qualquer pessoa. E o Livro Selvagem é um livro rebelde, que nunca deixou o tio Tito colocar as mãos nele. Juan é parte importante nessa procura, já que parece que os livros gostam de se aproximar dele. Será que Juan conseguirá encontrar o livro que sempre foi motivo de procura e curiosidade do tio?

     Gente, que livro mais doce! E gostosinho de ler. Amei, amei demais essa leitura. A gente viaja junto na história, e tem umas frases super legais, de impacto. E fala de livros! como não gostar de um livro que fala de livros, a coisa que eu mais amo na face da terra? O Juan é um amorzinho, o nosso protagonista. O tio também é um personagem super engraçado e cheio dos pensamentos mirabolantes. Juan também conhece a Catalina, a garota da farmácia e passa a lhe emprestar alguns livros e conversar sobre livros com ela. Um romance fofinho nasce entre os dois e que te deixa com uma saudade da infância e dos amores puros (apesar de que o Juan já se acha adulto com seus 13 anos rsrs). Embora possa soar um tanto juvenil este livro, afirmo que irá agradar a muitos adultos que se arriscarem a lê-lo. Curti tanto essa leitura que dá vontade de recomendar esse livro pra todo mundo! rsrs. Então, se tiver oportunidade leia sim. Adorei conhecer o lugar cheio de fantasias que é a casa do tio Tito e cheia de livros! Fiquei imaginando o quão legal seria ter um tio maluco, com uma biblioteca imensa. Dá vontade de viver a vida de Juan, naquele monte de letras e páginas. Marquei tantas citações legais nesse livro que quase marquei o livro inteiro hahaha. Uma história para guardar no coração, com gosto de sentimentos em família. 


- Você está tremendo! - Catalina pôs a mão em minha bochecha. - Como um livro prestes a ser lido! - Sorriu. Ela tinha percebido que eu estava apaixonado! Catalina me lia como se lesse um livro, mas eu era um livro morto de vergonha. 



Sinopse:
Juan tem treze anos e já planejou as próximas férias: quer ficar em casa e passar os dias brincando e aproveitando o sol do verão. Mas sua família está passando por uma situação difícil. Os pais acabaram de se divorciar, e, tentando se adaptar à nova vida, sua mãe decide que precisa passar alguns dias sozinha. 
Juan, então, tem de ir para a casa do tio Tito, um sujeito um tanto excêntrico, que ama os livros mais que tudo e tem estantes espalhadas por todos os cantos da casa. Tito detesta telefone e tudo que possa atrapalhar suas leituras, e como companhia aceita apenas os três gatos e a cozinheira. 
No entanto, ele adora Juan, que considera um leitor especial. Tito acha que o menino descobre muito mais coisas naquilo que lê do que os outros. E tem um plano: vai pedir a ajuda do sobrinho para encontrar uma obra singular entre as milhares que tem em sua casa, chamada “O livro selvagem”, que nunca foi lida por ninguém e que guarda um segredo destinado àquele que a encontrar. Mas por que o livro resiste à leitura? E por que Juan é o único capaz de desvendar seus mistérios?
Nessa busca, entre livros, leituras e a convivência com o tio e com Catalina, a menina que trabalha na farmácia em frente da casa de seu tio, Juan vai descobrindo um pouco mais sobre si mesmo e sobre a relação da literatura com as experiências que vivemos cotidianamente.




:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário