Resenha : Era uma vez no Outono, de Lisa Kleypas


Livro: Era uma vez no outono
 Autor (a): Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro / Gênero: Romance de Época
Páginas: 288 / Ano: 2016
 2º Livro da série - As quatro estações do amor
Skoob

Para ler a resenha do primeiro livro da série 
clique aqui >> Segredos de uma noite de verão <<


       Olá lindezas tudo legal aí com vocês? Espero que sim! Hoje a resenha que trago aqui para vocês é desse livro de capa linda da Lisa Kleypas, publicado pela editora Arqueiro - Era uma vez no Outono. Este livro faz parte de uma coleção - as quatro estações do amor, e é o segundo livro da série. 


        A série conta a história de 4 amigas, que se chamam entre si de flores secas. São secas porque são julgadas pela sociedade londrina, que só sabe participar de festas, falar mal de vestidos e fazer fofoca alheia. Como essas quatro amigas pouco se importam se serão bem faladas ou não, acabam por não se considerarem exatamente um bom partido. Mas e daí, não é mesmo? Não é preciso ser perfeita para adquirir um bom marido. Um bom marido rico, bonito e de classe alta. Estas quatro amigas se propõe então a se ajudarem na tarefa de encontrarem o par ideal.

        No primeiro livro, acompanhamos a saga de Annabelle Peyton, na busca por seu marido ideal. Ela o encontrou. Talvez o marido de Annabelle não seja o que se pode chamar de ideal, masss faz bem o papel de esposo hahah. Neste segundo livro, a amiga escolhida para desencalhar é Lillian e as outras 3 amigas (Daisy, Annabelle e Evangeline) já sabem que a tarefa será ardilosa. Lilian é a mais descompensada das quatro. Não se preocupa com o que fala, veio de Nova York com a irmã Daisy e parece que lá os costumes são um pouquinho diferentes de Londres. E ainda por cima ter que aturar passar uma temporada na casa do Conde de Westcliff, o tal chato de galocha Marcus, não vai fazer com que as coisas se tornem mais fáceis.


        Marcus tem negócios a tratar com os pais de Lillian, e não vê a hora dessa família toda torta deixar Londres de uma vez, levando essas filhas desajustadas embora. Marcus não consegue suportar ficar perto de Lillian, e dividir o mesmo cômodo com a mesma parece uma tarefa angustiante. 

        Mas ao que parece, Lillian não é totalmente boba. Não, não meus amigos. Ela tem uma carta na manga. Ou melhor, um perfume na manga. Parece que o boticário da cidade fez um perfume para a nossa jovem protagonista solteirona com uma especiaria secreta, que faz com que homens fiquem totalmente apaixonados pela donzela que o usar. E Lillian agora não vai mais sair de casa sem ele. 


        O perfume parece ter funcionado. Mas com o cara errado. Sim, porque depois que precisou se esconder atras de um grande arbusto com Marcus, parece que o Conde ficou alucinado pelo cheiro de Lillian. Ou ficou apaixonado pelos seus lábios? Ou então foi pela sua teimosia? Bom, não se sabe, a única coisa que Lillian realmente sabe é que se meteu até os dentes em uma tremenda enrascada. Pois se vê de repente retribuindo as investidas nada discretas de Marcus e essa história não vai acabar nada bem. Os dois podem se machucar muito nessa brincadeira de gato e rato. Há ainda uma outra opção que meche com as idéias de Lillian - o charmoso e irresistível Lord St. Vincent, que parece não gostar de perder nenhuma batalha que trava com Marcus e conquistar a irreverente Lillian será como ganhar um reluzente troféu.


Agora entendo a atração entre nós. Somos um perigo para qualquer pessoa, menos um para o outro. Como um par de porcos-espinhos mal-humorados. 

        Gente, sou apaixonada por livros de época. Amo essas reviravoltas que as autoras trazem, essas tramas cheias de paixão avassaladora e intrigas. Dá vontade de entrar na história e viver um pouquinho dessa Londres glamourosa e cheia de fofocas hahah. Gostei muito do personagem da Lillian, seu jeito forte de lidar com as coisas, seu temperamento explosivo e impulsivo, ela é uma personagem que a gente gosta de acompanhar na leitura. Ela é determinada e ao mesmo tempo indecisa, e isso a deixa bastante humana. O personagem de Marcus também é interessante, pois ele se recusa a se deixar apaixonar. E vamos entender o porque desse coração de gelo no decorrer do desenrolar da trama. Agora, vem cá - fiquei mega intrigada com o final, pois sugere uma sequência que eu não esperava para a próxima flor seca: a nossa menina gaga Evangeline. Já fiquei com água na boca, querendo saber que raios vai acontecer com a garota hahaha. Uma série que está me conquistando e que espero gostar ainda mais nos próximos livros. 


Tudo o que ele queria fazer era esmagá-la nos braços em um paroxismo de alívio, beijá-la e depois esquartejá-la. O fato de a segurança de Lillian significar tanto para ele... não era algo em que queria pensar.



Sinopse:
A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa.

Marcus é o típico britânico reservado e controlado. Mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar.

Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?



:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário