Resenha : Espero por você, de Jennifer L. Armentrout


Livro: Espero por você
 Autor (a): Jennifer L. Armentrout
Editora: Novo Conceito / Gênero: Romance 
Páginas: 384 / Ano: 2017
Skoob

       Olá gente linda, tudo bom? Espero que sim! Hoje a resenha que trago é do livro Espero por você, de Jennifer L. Armentrout, publicado pela editora Novo Conceito este ano. Este livro foi uma grande aposta da editora, uma promessa de um romance mais quente, sem deixar de lado a delicadeza de uma boa história de amor. Quem escreveu a resenha desta vez foi a colaboradora Ana Paula dos Santos, e ela adorou o livro. Confiram o que ela achou da narrativa de Jennifer L. Armentrout:

        Nunca havia lido um livro de Jennifer L. Armentrout, então não sabia o que esperar de “Espero por você”, porém, para mim, o livro foi uma surpresa agradabilíssima. As personagens, jovens universitários, são divertidos e cativantes, e a história prende-nos do início ao fim.




        Avery Morgansten é uma jovem de 19 anos que está para começar a cursar o primeiro ano da faculdade. Além de preparar-se para o futuro, o que ela espera é conseguir deixar para trás algo terrível que aconteceu em sua havia em uma festa de Halloween há cinco anos e que marcou profundamente sua vida e transformou quem ela era. A Avery do passado, uma jovem feliz, popular, que praticava ballet, já não mais existia. Ela havia dado lugar a uma Avery insegura e que odiava chamar atenção.

No primeiro dia de aula, seu maior temor era chegar atrasada à aula de Astronomia, entrar na sala, e ver todos virarem para encará-la. Não poderia deixar isso acontecer. Por isso, olhou os mapas no Google, fez o trajeto anteriormente, tudo estava perfeito. Tudo, menos o fato de não ter levado em consideração o trânsito e o estacionamento lotado do campus. Sem conseguir achar um lugar para estacionar, tem que parar longe, e acaba atrasando-se para a aula. Na correria, quase cai escada abaixo, e é então que conhece Cameron Hamilton: ele a salva de uma grande queda.

Cameron é o típico estudante popular das histórias americanas. Alto, forte, lindo, cabelos pretos e cacheados, e belíssimos olhos azuis. Além de belo fisicamente, é um encanto de pessoa, cozinha bem e cursará Astronomia com Avery (e de quem será parceiro de trabalho). A atração entre eles é imediata, apesar de negada por Avery.Apesar de pouco tempo na cidade nova, Avery fez  amizade com Jacob, um rapaz homossexual bastante divertido e que acha Cam lindo, que a apresenta a Brittany, uma jovem também divertida e uma ótima amiga, e passam a formar um trio unido. Por mais que tivesse a intenção de se manter longe de Cam, eles passam a se encontrar cada vez mais nessas coincidências da vida, porém a maior coincidência (ou conspiração do destino) é o fato de Avery e Cam serem vizinhos. Ela descobre esse fato quando há uma festa no apartamento vizinho e ela sai para espiar. Acaba encontrando Cam do lado de fora e conhece Ollie, colega de apartamento de Cam, e Raphael, a tartaruga de estimação de Cam.


Não acredito que aquele cara gostosíssimo com quem trombei e de quem fugi mora do outro lado do corredor. Nem sabia por que eu estava pensando nisso. Não tinha a menor importância. Eu não estava interessada nem em caras, nem em garotas, mas ele era incrivelmente gostoso ... e meio engraçado... e meio charmoso. 

       Quando Avery e Cam saem para fazer um trabalho noturno de Astronomia, ele a convida para sair. Ela recusa o convite, e ele passa meses chamando-a para sair mesmo sabendo que será recusado. Quando descobrem que ela rejeita Cam, seus amigos não conseguem entender o porquê das recusas, e incentivam que ela aceite os convites. No meio tempo, ele a trata muito bem. É extremamente gentil e atencioso. Aos domingos de manhã, bate à porta dela para fazer-lhe o café da manhã, e, com o tempo, ela passa a esperar pelos domingos de manhã e pelas comidas deliciosas que Cam faz para ela. Mesmo assim, ela reluta em sair com ele.

        Ao longo do livro, Avery recebe mensagens de texto, e-mails e ligações com palavras ofensivas que fazem com que ela se lembre da terrível experiência que teve há cinco anos, e o leitor fica se perguntando quem seria o autor das mensagens, e o que pretende com isso. Seria alguém do passado? Seria a pessoa que causou tanta dor a ela? Avery traz na pele uma marca do que aconteceu com ela: uma cicatriz no pulso da qual ela se envergonha e que tenta esconder com um bracelete. Há, ainda, os e-mails que seu primo lhe envia e que ela não quer ler. Todo contato com sua família é difícil, seus pais não são carinhosos, e as tentativas de contato do primo só a fazem sofrer. Mas o que será que ele precisa falar para ela? Seria algo de real importância?


Vinte e cinco e-mails do meu primo, desde o fim de agosto até 14 de outubro. Aquilo era absolutamente ridículo. Esperei até passarem as provas do meio de ano para me sujeitar às babaquices que, com certeza, viriam à tona depois de abrir as mensagens. Parte de mim queria apenas deletá-las. De que serviria aqueles e-mails? Dias diferentes, as mesmas merdas.

          Chega o dia em que Avery finalmente concorda em jantar com Cam. Mas seria esse um encontro de verdade ou apenas dois amigos fazendo uma refeição? Então por que ela está tão ansiosa? Como será esse jantar? Cam irá visitar os pais no final de semana. Ela sentirá a sua falta?

Cam também traz suas marcas do passado. Ele deveria se formar junto com Ollie, mas não irá, nem joga mais futebol. O leitor não descobre o porquê tão cedo, mas ele é muito mais aberto com Avery do que ela é com ele. Ele confia nela, mas ela se envergonha demais do passado, e isso interfere na relação deles. Ele quer e precisa que ela confie nele. Quando será que ela entenderá que ele pode ajudá-la a superar os traumas do passado? Ela conseguirá confrontar seus pais e seus próprios medos?

          O livro em geral prende o leitor, desperta emoções, envolve. É impossível não se encantar por Cameron, não se envolver com a história de Avery, e não se divertir com os amigos deles. O livro tem, também, uma boa dose de sensualidade. É uma história cativante, rápida de ser lida, e realmente recomendo essa leitura.


                Então ele me beijou – beijou-me como naquela noite, antes de terminar o nosso encontro. Beijou-me como se fosse um homem desesperado por oxigênio, e se eu fosse o único ar que ele precisasse respirar. A mão no meu pescoço me deteve ali, apoiada nos cotovelos, enquanto sua boca me devorava. E essa era a única palavra que eu poderia usar para descrever precisamente como ele me beijou. Cam me devorou.


Sinopse:
Algumas coisas valem a pena esperar. Algumas coisas valem a pena experimentar. Algumas coisas não devem ser mantidas em silêncio. E, por algumas coisas, vale a pena lutar. Avery Morgansten precisa fugir. Ir para uma faculdade a centenas de quilômetros de casa foi a única forma que encontrou para esquecer o acontecimento fatídico que, cinco anos antes, mudara a sua vida para sempre. O que não estava em seus planos era atrair a atenção do único rapaz que pode mudar totalmente a rota do futuro que Avery está tentando construir. Cameron Hamilton tem um metro e noventa de altura, impressionantes olhos azuis e uma habilidade notável para fazer com que Avery deseje coisas que ela acreditava terem sido roubadas irrevogavelmente dela. Envolver-se com ele é perigoso. No entanto, ignorar a tensão entre eles — e despertar um lado dela que nunca soube que existia — é impossível. Até onde ela estará disposta a ir e o que fará para esquecer o passado e viver aquela relação intensa e apaixonada, que ameaça ruir todas as suas certezas e fazê-la conhecer um mundo de sensações que julgava estar negadas para sempre?

:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário