Resenha : Outlander - A viajante do tempo, de Diana Gabaldon


Livro: Outlander - A viajante do tempo
 Autor (a): Diana Gabaldon
Editora: Arqueiro / Gênero: Romance / Romance Histórico
Páginas: 800 / Ano: 2016
Skoob
Livro 1

         Olá gentemmm! Tudo legal por aí? Hoje a resenha que trago aqui para o blog é de um livro que roubou meu coração: Outlander, A viajante do tempo, de Diana Gabaldon, que foi republicado aqui no Brasil pela editora Arqueiro. A primeira edição do livro data de 1991, então ele já não é tão novinho assim. Mas parece que o livro passou a ter mais notoriedade depois do lançamento da série que leva o mesmo nome e que é praticamente uma encenação do que vamos encontrar no livro, realmente bem fiel.




        Os livros são uma série, e já foram publicados no Brasil oito deles (como a editora Arqueiro está republicando, faltam alguns livros para serem republicados por eles). Os livros são: Livro 1 - A Viajante do Tempo (1991); Livro 2 - A Libélula no Âmbar (1992); Livro 3 - O Resgate no Mar (1993); Livro 4 - Os Tambores de Outono (1996); Livro 5 - A Cruz de Fogo (2001); Livro 6 - Um Sopro de Neve e Cinzas (2005); Livro 7 - Ecos do Futuro (2009); Livro 8 - Escrito com o Sangue do Meu Próprio Coração (2015). 


        Eu conheci o livro através da série. Eu já tinha visto várias publicações nas redes sociais dos livros, mas nunca tinha pegado um deles para ler. Quando me indicaram a série já que ela foi liberada na Netflix, resolvi dar uma chance. E eu me APAIXONEI PELA SÉRIE! Ela é intensa. Super intensa. E assistir a série me levou a ter curiosidade de ler os livros, uma para saber o que acontece (por enquanto foram publicadas apenas 2 temporadas, que correspondem ao primeiro e ao segundo livro) e outra porque gostei bastante da proposta da história, então vamos lá enfrentar uns calhamaços de 800 páginas! kkk pois é amiguinhos, o primeiro livro tem 800 páginas! hahah 


         Mesmo que eu já tenha assistido a primeira e a segunda temporada, resolvi começar minha leitura pelo primeiro livro. E olha, devo confessar que a série se baseou super no livro. Tem vários trechos iguais, inclusive até falas iguais, o que me deixou bastante contente. É legal quando vemos uma adaptação que foi fiel ao que lemos (no meu caso foi ao contrário hahah, mas agora vou tentar ler os livros antes de publicarem o restante da série). 


         O livro vai nos apresentar a história de Claire Randall, uma enfermeira que depois de passar alguns anos trabalhando como socorrista na Segunda Guerra Mundial, vê seu futuro em paz quando esta termina e volta aos braços do marido que pouco viu em 8 anos de casados. Para celebrar esse novo início os dois resolvem passar uma temporada na Escócia, como uma segunda lua de mel, mais precisamente na cidade de Inverness, nas Ilhas Britânicas. A cidade é toda misteriosa. Lá o esposo de Claire, Frank Randall também tem histórias de antepassados seus, e como bom historiador, resolve aproveitar o passeio para descobrir mais de si mesmo. Os dois são engolidos por histórias das mais bizarras que são passadas de geração em geração pela pequena cidadezinha de Inverness. Acabam também por assistir um ritual antigo, feito por mulheres em um antigo círculo de pedra, uma dança envolvente e rítmica, que desperta certa curiosidade em Claire



        Claire também é muito interessada em plantas medicinais e por botânica em geral. Como no dia que ela surpreendeu as mulheres realizando seu ritual observou ao pé das pedras uma pequena flor que gostaria de investigar melhor, voltou no outro dia sozinha. Mas nem tudo naquela pequena cidade parece ser uma lenda. Parece que muito de magia pode existir em um pequeno círculo de pedras. Ao tocar em uma delas, Claire sente um forte chacoalhar e desmaia. Acorda desorientada, no mesmo lugar. Sim, ainda está próxima das pedras, mas parece que algo não está em seu devido lugar. Claire ainda está na Escócia. Mas a cidade parece que não dá mais para ser vista, logo ali, atrás das montanhas. E todos os homens que ela encontrou pelo caminho estão vestidos de forma muito engraçada, como se estivessem encenando um filme. Mas quando Claire vê sangue e espadas de verdade, começa a compreender que talvez não esteja participando de filme algum. E que algo realmente inexplicável aconteceu: ela foi transportada para o ano de 1743, para uma Escócia extremamente violenta, dominada por clãs escoceses guerreiros e brutos. Vai ser muito difícil passar despercebida. Claire é alguém que já viu o futuro e que não se encaixa de maneira nenhuma a história de ninguém dali. Terá sorte se sobreviver, para então entender o que houve consigo mesma, e como foi possível essa viagem no tempo.

         Mas nem tudo é só guerra e brutalidade. Claire teve a sorte de encontrar pessoas boas. Se envolve com o Clã dos MacKenzie. E passa a conhecer melhor também o jovem Jamie Fraser. Na esperança vã de se adaptar até conseguir voltar ao presente, até conseguir voltar para seu marido Frank que deve estar morto de preocupações, Claire precisa passar por várias provações e se acostumar a viver quase duzentos anos no passado não vai ser das tarefas mais fáceis. Ser confundida com uma bruxa será uma das provações. Ter como grande inimigo um capitão do alto escalão britânico, Black Jack Randall que por ironia do destino é extremamente parecido com seu marido Frank, já que são antepassados distantes e precisar casar forçada com Jamie será outra. E Claire de repente se vê com duas alianças na mão e no coração - dois homens que estão esperando por suas decisões, e que são a força para que permaneça viva. Duas vidas, presente e passado e decisões que se não tomadas corretamente irão implicar diretamente em seu futuro.



         A história é muito, mas muito mais densa do que tudo isso que eu expliquei nessa resenha mixuruca aqui pra vocês. O livro é histórico, muito bem detalhado, a autora fez realmente uma baita pesquisa para poder descrever situações com tantos detalhes e isso deixa a obra muito rica. 


        Aconselho muito a leitura, e depois assistir a série. Acho que eu ficaria mais encantada com o livro se tivesse feito isso primeiro, porque a série é demais, é devastadora! Fiquei muito impressionada ao assistir a série, porque os atores fazem tudo muito á flor da pele. Parece que a série é muito mais sangrenta e intensa, mesmo o livro sendo rico em detalhes. O trabalho que fizeram com a série foi realmente magnífico, imagens, figurino, ambientação, música. A música do começo da série é viciante e melódico, lindo demais. A série complementa o livro e vice e versa. 

         Como é muito intenso, tanto no livro como na série há cenas de sexo. Sim, muitas. Quase explicitas. Digo, sim, explicitas... (hahahaha, nem sei porque usei o quase, acho que pra tentar amenizar um pouco, mas gente, esperem ver cenas bem fortes e calientes hahahah tipo, MESMO!). Mas acho que as cenas são condizentes com a época e retratam a sinergia dos personagens, o envolvimento. O livro também traz bastante destas cenas. Foi uma das melhores séries de época que já assisti, e não vejo a hora de poder acompanhar a terceira temporada. Também não vejo a hora de ler as sequências dos livros, para poder agora me antecipar aos acontecimentos que irei encontrar no decorrer da série. Espero que gravem todos os livros, pois será bastante emocionante acompanhá-los. 


        Não fiquem com medo das 800 páginas, o livro vai te engolir na história, vai te deixar querendo mais e você vai ficar rendido, assim como eu me rendi. Uma história muito bem escrita. Uma série muito bem gravada, com personagens cativantes - sou apaixonada forever pelo Jamie! Que personagem mais fofo e cativante! E gosto muito da personagem da Claire também e a atriz que interpreta ela na série, nossa que espetáculo de atuação, muito boa mesmo! Bom gente, fica a dica, de série e livro, leiam, assistam e se apaixonem. Vai dar aquela vontade tremenda de visitar Inverness pra tocar nas pedras também e ver o que acontece hahaah. 


Sinopse:
Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.

Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro escocês, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?






:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário